ESPORTESVARIEDADES

Quando o destino jogou contra e a favor de Wanderson

No mês de março, o atacante Wanderson foi apresentado como novo reforço do Internacional de Porto Alegre. Após deixar a Rússia, país onde jogava com a camisa do Krasnodar, e se juntar ao Inter por empréstimo até o final do ano de 2022, o brasileiro nativo de São Luís do Maranhão vestirá pela primeira vez a camisa de um time do Brasil.

As expectativas são grandes e aguardadas pelos torcedores que querem ver o efeito na área da esportiva bets. Por conta da carreira do pai, o ex-atacante Wamberto que fez sua carreira na Holanda e Bélgica, Wanderson deu seus primeiros passos no futebol da Europa. E foi em 2016 que Wanderson deu início à uma história curiosa, que prova que o mundo do futebol também dá voltas.

Um ano antes, mais exatamente em junho de 2015, Wanderson passou por testes e foi aprovado para fazer parte do elenco principal do Getafe da Espanha. Um ano depois, o brasileiro optou por deixar o clube de forma unilateral, rompendo seu vínculo contratual junto ao Getafe depois do rebaixamento do time à segunda divisão do futebol da Espanha.

Se o lado do jogador se apoiou numa cláusula que dava a opção para Wanderson deixar a equipe sem custos caso a queda se concretizasse, o lado do clube não concordou e o caso foi parar na justiça. Em 2017, os representantes do clube espanhol foram num juizado de Madri e pediram 25 milhões de euros de indenização ao jogador por sua saída. De acordo com o Getafe, foi provado que Wanderson causou prejuízo ao clube depois que foi transferido ao Krasnodar em 2017, já que o brasileiro era considerado um ativo do clube.

No fim do caso, a justiça da Espanha deu razão para Wanderson e seus advogados, que, acabou brilhando com a camisa do Red Bull Salzburg na temporada 2016/2017 e selou sua ida ao Krasnodar depois de disputar 28 jogos, marcar cinco gols e dar 11 assistências no futebol da Áustria.

Dois anos depois, o futuro resolveu colocar Getafe e Wanderson frente a frente mais uma vez, agora no campo. Foi na Europa League da temporada 2019/2020 que o Krasnodar caiu no mesmo grupo do clube espanhol ao lado de Basel da Suíça e Trabzonspor da Turquia e, pelo menos no gramado, o Getafe levou a melhor. Ao jogar os 90 minutos do jogo dentro da Espanha, Wanderson viu sua equipe ser derrotada por 3 x 0 e, no fim, o Krasnodar acabou eliminado da fase de grupos da competição continental.

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios