- DestaquesNOTÍCIAS

Lara Rossato participa do novo filme de Guilherme Suman

Trajetória de Anita Garibaldi em batalhas será narrada em longa musical

Começaram as filmagens do primeiro longa de Guilherme Suman, o épico musical Anita: a guerreira de dois mundos. O projeto traz Anita Garibaldi como protagonista de um recorte da Revolução Farroupilha: desde a tomada do porto de Laguna, ocorrida em 1839. As primeiras diárias ocorreram no Palácio Piratini, em Porto Alegre, no sábado (13) e domingo (14). A casa do Governo do Estado virou cenário para concílios farroupilhas, reuniões imperiais e outras cenas dramáticas da obra. Vacaria, Camaquã e outras cidades gaúchas ainda receberão a equipe e elenco ao

longo dos próximos meses. A previsão de estreia do filme já é para o primeiro semestre de 2022. Anita é interpretada pela jovem cantora Luiza Barbosa (finalista do The Voice Kids 2019) e pela atriz Flávia Massena. Werner Schunemann revive Bento Gonçalves, personagem que o apresentou ao País na minissérie da Globo A Casa das Sete Mulheres (2003). O ator global Jackson Antunes interpreta Antônio de Souza Neto, um dos maiores vultos da Guerra dos Farrapos. O experiente Zé Victor Castiel viverá o vice-presidente da República Rio-Grandense, Gomes Jardim. Sirmar Antunes, referência da dramaturgia gaúcha, dá vida ao cabo Kwanza, um angolano que representa os anseios do abolicionismo junto aos oficiais farrapos. Ainda, o próprio diretor do filme, Suman, que também é ator, interpreta o capitão Teixeira Nunes. Luiz Franke dá vida ao general David Canabarro.

Além desse núcleo, Marcos Verza será o deputado Villas-Boas, oficial do império brasileiro e antagonista do filme. Os cantores Pirisca Grecco e Renato Fagundes interpretam oficiais imperiais, além de Cassiano Ranzolin representar Giuseppe Garibaldi. Participam ainda os cantores Cristiano Quevedo, Lara Rossato, Victor Hugo, Raphael Madruga e Jéssica Caldas, além dos atores Cássio Nascimento, Misslaine Oliveira, Henrique de Oliveira, Alexandre Cardoso, Marcelo Crawshaw, Rose Canal, Rogério Fernandes, Luciano Teixeira, Emerson Gottardo, Bruno Krieger, entre outros. Depois de emendar, nos últimos dois anos, dois curtas de sucesso no circuito de festivais (Bochincho – O filme e Florêncio Guerra & Seu Cavalo), Suman se desafia no maior projeto da sua recente carreira até aqui, com o longa Anita: a guerreira de dois mundos.

Bochincho – O filme, de 2020, que adapta o icônico poema de Jayme Caetano Braun, está disponível na programação do Canal Brasil. O curta conta com grande elenco e foi indicado em vários festivais, tendo arrebatado diversas premiações importantes. Além do famoso Festival de Cinema de Gramado, o curta foi exibido em eventos pelo Brasil, EUA, Espanha, Inglaterra, Paraguai, Argentina e China. Já Florêncio Guerra & Seu Cavalo leva para as telas um clássico da música nativista, escrita por Mauro Ferreira e Luiz Carlos Borges.

Novamente o regionalismo sulino foi muito bem aceito nos festivais, já tendo participado de alguns eventos e vencido o prêmio Hebert Richers do festival Trilhar de São Paulo, sendo também exibido no Brasil, Espanha e Argentina. “Anita é um ícone da nossa história, não pode ficar apenas como uma simpatizante dos farrapos ou parceira de Giuseppe Garibaldi. Ela foi protagonista, escreveu sua própria história, e o cinema está aí disponível para contarmos como ela pode ou como ela deve ser retratada, aproximando o público de reflexões que o tempo apagou ou não nos permitiu fazer até agora”, pondera Suman. O longa, a exemplo dos dois primeiros curtas do diretor, conta com roteiro dele em parceria com seu irmão gêmeo, o jornalista Thiago Suman.

Gênero: Épico/ Musical

Direção: Guilherme Suman

Produtora:  Solução Filmes

Elenco: Luiza Barbosa, Flávia Massena, Werner Shunnemann, Jackson Antunes, Zé Victor Catiel, Sirmar Antunes, Cassiano Ranzolin, Marcos Verza, Luís Franke, Cássio Nascimento, Rose Canal, Guilherme Suman, Cristiano Quevedo, Alexandre Cardoso, Luciano Teixeira, Emerson Gottardo, Rogério Fernandes, Pirisca Grecco, Renato Fagundes, Lara Rossato.

Conversa com a artista

Lara contou à reportagem da Qwerty que a participação no filme foi a realização de um sonho. “Sempre quis participar de algo com música e cinema. Aprendi muito com atores maravilhosos, atores que estão há anos no cinema, então fazer parte disso para mim foi uma honra e um aprendizado enorme”, revelou a cantora.

Lara também disse que estar num set de cinema é mágico: “Passar por atores que crescemos vendo na TV e por cantores que admiramos, é um sonho realizado”.

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios