NOTÍCIAS

Última mulher coronel, pioneira da BM, entra para reserva

Atual chefe de gabinete do comandante-geral da BM, Najara incluiu na BM em 1987 no Curso de Formação de Sargentos Femininas

Historiadora, museóloga, fotógrafa, militar, mãe, negra e mulher. Todas essas são características da coronel Najara Santos da Silva em sua trajetória na Brigada Militar, que se encerra nesta terça-feira (31/8), mas a principal marca deixada pela porto-alegrense na instituição se resume em uma palavra: pioneirismo.

Ela é a última policial militar das primeiras turmas femininas da corporação a alcançar o mais alto posto da carreira de oficial ainda na ativa, também a primeira negra nessa condição, a primeira instrutora de tiro da BM e, ainda, a primeira mulher a comandar o 21° Batalhão de Polícia Militar (21° BPM), na Zona Sul da Capital.

Após 35 anos de serviço, a coronel Najara passa à reserva deixando um legado de caminhos abertos e inspiração para as colegas e as alunas-oficiais, que serão as futuras lideranças femininas da Brigada.

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios