- DestaquesNOTÍCIAS

Polícia Federal realiza operação em municípios da fronteira

Viaturas foram vistas em Dom Pedrito na noite segunda-feira

A Polícia Federal deflagrou, nesta terça-feira (17), a Operação Carga Blanca, para desarticular organização criminosa estabelecida na fronteira com o Uruguai, dedicada à prática de crimes financeiros como lavagem de dinheiro, evasão de divisas e câmbio clandestino. O grupo movimentou 38 milhões de reais e utilizava postos de combustíveis e mercados para operacionalizar a lavagem de dinheiro.

Na ação de hoje, 100 policiais federais cumprem 14 mandados de prisão e 20 de busca e apreensão nos municípios de Bagé e Aceguá, além da execução de ordens judiciais para sequestro de 17 veículos e bloqueio de 19 contas bancárias.

A investigação iniciou em 2018 para apurar a prática de câmbio clandestino na região dos pampas e identificou uma organização criminosa estruturada para troca de numerários, remessa ao exterior e lavagem de capitais. O esquema contava com práticas sofisticadas de dólar-cabo e cash courier (carregamento de dinheiro em espécie).

A grupo investigado utilizava negócios aparentemente lícitos como postos de combustíveis, mercados, comércio de autopeças e pessoas com aparente capacidade financeira para justificar o giro do grande volume de recursos.

A movimentação financeira identificada no período de cinco anos foi de aproximadamente 38 milhões de reais. Valores de diversos estados do Brasil foram encontrados em benefício dos investigados, inclusive de regiões de fronteira com o Paraguai, estados do Paraná e Mato Grosso do Sul, indicando que, possivelmente, tenham origem em atividades ilícitas como tráfico de drogas, contrabando e descaminho.

A operação foi denominada Carga Blanca, pois uma das formas de movimentar os valores ilícitos era com o carregamento de dinheiro em espécie, vinculado à lavagem de capitais, também conhecido como branqueamento.

Os investigados poderão ser responsabilizados por organização criminosa e crimes financeiros como evasão de divisas, câmbio clandestino e lavagem de dinheiro.

Fonte: Polícia Federal

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios