- DestaquesNOTÍCIAS

Com vacinas aprovadas, vacinação no estado deve iniciar já nesta segunda-feira

Confira tudo o que já se sabe sobre a vacinação no Rio Grande do Sul e em Dom Pedrito

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

Na tarde de ontem (18) foi anunciado para todo Brasil a aprovação para uso emergencial de duas vacinas contra a Covid-19: a Coronavac e a vacina de Oxford. O governador, Eduardo Leite, esteve na manhã desta segunda-feira (18) em São Paulo para receber as primeiras doses do imunizante produzido na China.

O chefe do poder executivo do Rio Grande do Sul adiantou a data para o início da vacinação no estado: hoje, às 18h, um profissional da saúde deverá ser o primeiro em solo gaúcho a receber a primeira dose.

A previsão de chegada das mais de 300 mil doses no estado está prevista para às 20h25 da noite de hoje.

O RS vai receber nesta primeira leva o total de 341.800 doses que serão distribuídas entre as 18 unidades regionais de saúde para, a partir deste momento, serem enviadas aos municípios.

Os primeiros grupos a serem vacinados, como foram anunciados na última sexta-feira (15) pela Prefeitura de Dom Pedrito são os profissionais de saúde, idosos acima dos 60 anos e residentes em casas institucionalizadas (lar de idosos), idosos acima dos 75 anos e indígenas.

“Temos uma rede de saúde bem distribuída e toda a rede logística do estado já está preparada: logística, transporte, a rede de frios, as seringas agulhadas, tudo pronto para iniciar, assim que chegarem as doses, essa grande campanha de vacinação”, declarou o governador ainda em São Paulo.

Vacinação em Dom Pedrito

Ainda não há a confirmação de quantas doses Dom Pedrito irá receber nesse primeiro momento, mas a informação deve ser repassada para a Secretaria de Saúde do município já nas próximas horas. A campanha de vacinação está prevista para começar, oficialmente, na quarta-feira (20).

A ação irá acontecer no Posto Central de Saúde e nas UBS que ficam nos bairros da cidade.

Apenas doses importadas

Vale destacar que, até o momento, foram liberadas apenas as doses das duas vacinas que foram produzidas internacionalmente, ou seja, as importadas. Nos próximos dias, deverá acontecer uma nova avaliação e possível liberação das vacinas que estão sendo produzidas no Instituto Butantan e na Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz).

Vacina de Oxford

A vacina de Oxford, que está sendo produzida na Índia, ainda não foi liberada para ser transportada ao Brasil. Na quinta-feira (14), um porta-voz da Índia disse que “é muito cedo para dar uma resposta” sobre a exportação. O governo brasileiro comprou aproximadamente dois milhões de doses desse imunizante e aguarda os entraves burocráticos para realizar a importação.

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios