NOTÍCIAS

Direção da Santa Casa de Caridade de Bagé explica ocupação de leitos covid

De acordo com o administrador Raul Vallandro, o hospital não deixou nenhum paciente desassistido desde o começo da pandemia

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

A chamada segunda onda de contágios por coronavírus reacendeu uma preocupação em todo o País. O aumento de novos casos provocou um alto número de internações, colocando em xeque a capacidade hospitalar. Na Rainha da Fronteira, a Santa Casa de Caridade chegou a operar com 14 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinados somente às pessoas com covid-19. Em meados do segundo semestre do ano passado, o hospital passou a operar com apenas cinco leitos UTI covid.

A justificativa era que, na época, a Santa Casa registrava apenas duas internações em média, com a maioria dos leitos vagos. Assim, o hospital optou por diminuir o número de leitos para cinco. No início do mês de dezembro, o hospital recebeu a habilitação por parte da União para mais um leito UTI covid, ficando com seis. Ontem, por volta das 11h, havia cinco pessoas internadas na unidade.

De acordo com o administrador da Santa Casa, Raul Vallandro, o hospital não deixou nenhum paciente desassistido desde o começo da pandemia, em março do ano passado. “Não faltou leito até agora para nenhum paciente covid”, garantiu. Segundo o administrador, a média de internados tem sido entre quatro e cinco pessoas. Quanto aos leitos clínicos, o hospital possui 34 habilitados, sendo que, até a manhã de ontem, apenas 18 estavam ocupados.

Fonte: Folha do Sul

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios