NOTÍCIASVARIEDADES

Nesta segunda-feira, Júpiter e Saturno têm alinhamento que não acontece há quase 400 anos

Se o céu não estiver encoberto por nuvens, será possível ver o fenômeno a olho nu

Nesta segunda-feira (21),  quem olhar para o céu após o pôr do sol verá os planetas Júpiter e Saturno muito próximos um do outro, quase se tocando. O fenômeno, chamado grande conjunção, ocorre a cada 20 anos, mas há muito tempo os astros não ficam tão próximos.

— A última vez que isso aconteceu foi há 400 anos, em 1623. Eles continuarão distantes a centenas de milhões de milhas um do outro no espaço, mas no céu, vão aparecer como dois pontos muito próximos — explica Henry Throop, astrônomo da NASA, durante entrevista publicada no Twitter da Agência Espacial americana.

Para o observador a olho nu ou munido de binóculos, os astros parecerão alinhados em um único ponto de luz brilhante no céu. Por telescópio, porém, será possível vê-los lado a lado, bem como as suas luas. O evento é visível logo após o pôr do sol, durante uma hora. Se o céu não estiver encoberto por nuvens, poderá ser observado de qualquer parte da Terra, na direção oeste.

Conhecida popularmente como “Estrela do Natal”, a conjunção planetária terá seu alinhamento mais próximo com apenas um décimo de grau de diferença. Nesta segunda-feira (21), os dois planetas aparecerão tão perto um do outro que um dedo mínimo no comprimento do braço os cobrirá facilmente no céu. 

Dicas para observar a conjunção planetária:

Encontre um local com uma visão desobstruída do céu, como um campo ou parque. Júpiter e Saturno são brilhantes, portanto podem ser vistos facilmente na maioria das cidades, se o céu não estiver encoberto por nuvens;

Uma hora após o pôr do sol, olhe para o céu do sudoeste. Júpiter se parecerá com uma estrela brilhante e será facilmente visível. Saturno ficará um pouco mais fraco e aparecerá um pouco acima e à esquerda de Júpiter até 21 de dezembro, quando Júpiter o alcançará e eles inverterão suas posições no céu;

Os planetas podem ser vistos a olho nu, mas se você tiver binóculos ou um pequeno telescópio, poderá ver as quatro grandes luas de Júpiter orbitando o planeta gigante.

Fonte: Gaúcha ZH.

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios