- DestaquesNOTÍCIAS

Brigada Militar celebra 183 anos de história

Capitão Patrique Rolim informou que instituição realizou uma cerimônia em comemoração ao aniversário no 6º RPMon em Bagé, porém foi muito restrita devido a pandemia

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

Ao completar seus 183 anos, a instituição celebra seus feitos e evoluções, conquistados pelos militares e comunidade em geral. Com o passar dos anos, um novo parâmetro de gestão policial, que visa um vínculo permanente de confiança e lealdade com núcleos da sociedade, foi estabelecido, mantendo um padrão de serviços condizente às demandas prementes da comunidade.

Começamos com a Patrulha Maria da Penha, que completou 8 anos de implantação, está presente em 97 municípios e faz parte da Rede Estadual de Enfrentamento e Atendimento Especializado às Mulheres em Situação de Violência e Promoção da Autonomia das Mulheres – Rede Lilás.

Em complemento, visando a interação com as comunidades, na garantia do pleno exercício da cidadania, contamos com os programas de Polícia Comunitária: Base Móvel Comunitária e Patrulha Escolar Comunitária. Também em atenção à criança e ao adolescente, existe o Proerd.

Além dos programas permanentes da instituição, a Brigada Militar conta com a Campanha Solidária, que consiste em uma série de ações que procura divulgar e incentivar a comunidade brigadiana e demais cidadãos a fim de realizarem doações nas mais diversas ações em prol do próximo. São elas: Cabelos de aço; Sangue Brigadiano; Apoio a campanha nacional de doação de leite humano; Apoio a campanha estadual do agasalho; Doação de alimentos; entre outras.

A instituição intensificou, também, as ações de enfrentamento e prevenção de crimes por meio de estratégias de fiscalização e operações com utilização de efetivo especializado com suporte de inteligência policial. Alguns exemplos destas são: Operação Inpulsa, Hórus, Império da lei II, “Marias”, entre outras que resultaram em prisões, apreensões e reduções de índices no ano de 2020.

Dom Pedrito

Conversamos com o Capitão Patrique Rolim sobre a data e a situação da corporação no município. Ele destacou, que “nestes 183 anos a Brigada Militar tem sobrevivido sempre entrelaçada com a comunidade, como o próprio lema da instituição diz – a força da comunidade”, acrescentando que desde que trocaram a sua função bélica para a de policiamento, ela sempre esteve presente nos principais fatos históricos do Estado do Rio Grande do Sul, pois foi criada no período da Revolução Farroupilha como força do Estado.

Ele lembrou também que o efetivo contribui na Guerra do Paraguai, e teve importante participação no começo da República e também na Era Vargas sendo que a Brigada Militar o conduziu até o Rio de Janeiro para que ele tomasse posse. “Na campanha da legalidade com Leonel Brizola, ela esteve ao lado da população”, completou Rolim

Segundo Patrique, hoje em dia a Brigada Militar se estabeleceu como uma força de policiamento, e desde então buscando aprimorar essa atividade, embora ao longo dos anos ela tenha perdido efetivo, ela ainda tem conseguido atender as demandas da sociedade.

Patrique Rolim finalizou, dizendo que na tarde de ontem (17//11), o 6º Regimento de Polícia Montada (RPMon) de Bagé, realizou uma cerimônia em comemoração ao aniversário da instituição. Mas que devido a pandemia do Covid-19, a solenidade foi realizada com público reduzido e restrito a policiais militares da administração e civis homenageados.

A Qwerty Portal de Notícias parabeniza toda a corporação pedritense pelo aniversário da instituição, e deseja sucesso por mais um ano de serviços prestados aos munícipes. Confira algumas imagens do importantíssimo trabalho desempenhado pela Brigada Militar em Dom Pedrito.

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios