- DestaquesNOTÍCIAS

RS volta a ter uma região com bandeira vermelha no mapa do distanciamento controlado

Estado estava há duas semanas sem regiões marcadas com alto risco de contágio para covid-19

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

O governo do Rio Grande do Sul divulgou, na tarde desta segunda-feira (26), o mapa definitivo do modelo de distanciamento controlado desta semana. O Estado volta a ter uma região com bandeira vermelha após duas semanas consecutivas sem o registro de risco epidemiológico alto para o coronavírus. Todas as outras 20 regiões se encontram na cor laranja, de risco médio.  A classificação vale a partir desta terça-feira (27) e segue até a próxima segunda (2). 

Na cor vermelha, está a região de Cruz Alta, que apresentou piora em alguns indicadores na semana passada, entre eles a elevação no número de hospitalizações para Covid-19 e de pacientes em leitos de UTI. A região não apresentou recurso ao governo. No entanto, como a área está inserida no sistema de cogestão, os municípios podem apresentar restrições de atividades diferentes das estabelecidas pelo Comitê de Dados do Piratini.

Em laranja, estão as regiões de Porto Alegre, Bagé, Cachoeira do Sul, Canoas, Capão da Canoa, Caxias do Sul, Erechim, Guaíba, Ijuí, Lajeado, Novo Hamburgo, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Pelotas, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Santa Rosa, Santo Ângelo, Taquara e Uruguaiana. 

Das 21 regiões covid no RS, apenas Uruguaiana, Bagé e Guaíba não aderiram ao sistema de cogestão. As demais adotam protocolos alternativos às bandeiras definidas pelo governo, que podem ser flexíveis aos ditados pelo governo do RS. 

Nesta rodada, o governo do Estado recebeu dois pedidos de reconsideração da classificação inicial — que servem como recurso às prefeituras para tentarem mudar a cor da bandeira. O Gabinete de Crise aceitou os pedidos de reconsideração apresentados pelas regiões de Ijuí e Santo Ângelo, que permanecem, portanto, em bandeira laranja, junto com as outras 18 regiões previamente classificadas com risco médio.  Assim, o mapa preliminar divulgado na última sexta-feira (23) sofreu duas alterações.

Fonte: GaúchaZH

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios