VARIEDADES

Cerveja | Descubra como a bebida trazida pelos portugueses caiu no gosto dos brasileiros

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

Muitos não sabem, mas uma das bebidas mais consumidas em nosso país, a cerveja, chegou antes da independência e era bastante consumida pelos portugueses que moravam aqui. Se antes o mercado era limitado e com pouca variedade, hoje os consumidores podem explorar novos sabores e estilos com as cervejas artesanais, além das famosas marcas de cervejas já consolidadas no mercado.

O início de tudo

Quando as primeiras indústrias de cervejas nacionais foram implantadas no país, as bebidas recebiam o nome de cerveja barbante, já que elas eram envasadas como os “growlers” de hoje em dia e os barbantes é que seguravam as rolhas das garrafas para evitar que saltassem por conta do gás da bebida engarrafada.

Para evitar que a bebida conquistasse o paladar de todos, e no intuito de incentivar o consumo do vinho que  produzido em Portugal, ainda mais  a produção da cerveja era apenas para as famílias de imigrantes. No Brasil, as primeiras cervejas vendidas recebiam o nome de Gengibirra e Caramuru. A Gengibirra era feita com cascas de limão, água, farinha de milho e gengibre, e custava 80 réis. Já a Caramuru, levava em sua receita gengibre, milho, água e açúcar mascavo, e tinha um preço mais acessível, custava 40 réis.

A partir de 1840, os primeiros alemães começaram a chegar ao Brasil e fizeram com que a bebida ficasse ainda mais relevante no país, pois eles foram os responsáveis em dar continuidade na cultura cervejeira implantada pelos colonizadores.

Depois disso, a cerveja caiu no gosto dos brasileiros e crescendo cada vez mais através de grandes cervejarias que  surgindo no decorrer da história do Brasil.

Hoje e possível encontrar facilmente, em qualquer local, cervejas cada vez mais elaboradas e que levam em sua composição ingredientes como chocolate e café.

A cerveja artesanal

As cervejas artesanais cada vez mais vêm conquistando o mercado, atualmente muitos são os bares que reservam espaços específicos para este tipo de cerveja para quem gosta de apreciar novos e exclusivos sabores da bebida.

Cada vez mais as pessoas estão descobrindo diferentes tipos de cerveja e se acostumando com termos como Lager, Ale, Lambic, etc.

Hoje, no Brasil, a maioria das cervejas que são feitas com um processo especial e mais cuidadoso são chamadas de cervejas artesanais.

Existem muitas diferenças entre a cerveja “normal”, aquelas cervejas populares conhecidas no mercado, enquanto a as cervejas artesanais, produzidas com um trabalho manual e diferentes ingredientes em seu processo tratam-se das cervejas artesanais. 

Cervejas industrializadas utilizam em média 60% de malte e os 40% restante corresponde à outros tipos de cereais para que o custo de produção seja reduzido.

Logo, a cerveja artesanal é produzida com maior quantidade de malte, e também leva em conta particularidades de sabor e aroma que são preferência dos consumidores. 

Em 2018, o Brasil contava com 889 cervejarias operantes e ainda mais cadastradas no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Em fevereiro deste ano, o mercado abrigava por volta de 1.171 estabelecimentos. Por conta da facilidade de conseguir informações através da internet, os brasileiros estão mais informados e interessados em descobrir os sabores, estilos e combinações que uma cerveja artesanal é capaz de proporcionar.

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios