NOTÍCIAS

Três cidades da região registraram evolução no eleitorado

Candiota e Dom Pedrito tiveram reduções

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

Os eleitorados de três municípios da região aumentaram desde 2016. A maior variação, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), foi registrada em Lavras do Sul, enquanto a menor foi verificada em Aceguá. Lavras do Sul, que tinha 5.137 eleitores aptos a votar, em 2016, agora tem 5.334. As mulheres são maioria, totalizando 2.789 (52,3%). Os homens representam 2.545 eleitores (47,7%).

De acordo com o TSE, 1.683 eleitores (31,55%) têm ensino fundamental incompleto, 494 (9,26%) têm superior completo e 206 (3,86%) são analfabetos. Em Hulha Negra, o eleitorado também cresceu, passando de 4.516, em 2016, para 4.691, em 2020. Os homens são maioria, totalizando 2.356 (50,2%). Os dados divulgados pelo TSE revela que 1.905 eleitores (40,61%) têm ensino fundamental incompleto, 227 (4,84%) têm nível superior completo e 136 (2,9%) são analfabetos.

No município de Aceguá, o eleitorado evoluiu, passando 3.589, em 2016, para 3.757, em 2020. As mulheres são maioria, totalizando 1.882 (50,1%). De acordo com o TSE, 1.454 eleitores (38,7%) têm ensino fundamental incompleto, 290 (7,72%) têm nível superior completo e 110 (2,93%) são analfabetos.

Candiota e Dom Pedrito têm reduções

Em outras duas cidades da região, o número de eleitores aptos a votar, em novembro deste ano, é menor do que o eleitorado registrado em 2016. Em Candiota, o efetivo passou de 8.250 para 7.662. Os homens são maioria, totalizando 3988 (52%). De acordo com dados do TSE, 2.537 eleitores (33,11%) têm ensino fundamental incompleto, 539 (7,03%) têm nível superior completo e 231 (3,01%) são analfabetos.

Em Dom Pedrito, o eleitorado passou de 30.486, em 2016, para 30.002, em 2020. As mulheres são maioria, totalizando 15.733 (52,4%). De acordo com o TSE, a cidade tem 309 eleitores com deficiência e 113 com 100 anos ou mais. Ainda segundo balanço do Tribunal, 9.436 eleitores (31,45%) têm ensino fundamental incompleto, 3.098 (10,33%) têm nível superior completo e 1.301 (4,34%) são analfabetos.

Fonte: Jornal Minuano

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios