NOTÍCIAS

Prefeitura de Bagé adquire material para projetos de recuperação de vias

Manutenção da Narciso Suñe está sendo finalizada

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

Para a manutenção de vias e recapeamento de alguns pontos de Bagé, a Secretária Municipal de Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano (Seinfra) irá realizar um pregão eletrônico para aquisição de brita graduada e rachão de rocha granítica e derivados de rocha de granito, basalto e quartzito. O certame está agendado para o dia 31 de agosto de 2020, às 9h30, no site www.pregaobanrisul.com.br. As propostas podem ser encaminhadas até as 08h15min da referida data. O pregão terá validade de 12 meses.

De acordo com o secretário de Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano, Jorge Luis Duarte, a Usina de Asfalto está em pleno funcionamento. Ele comenta que, desde julho deste ano, todos os licenciamentos foram regularizados e a produção ocorre normalmente. Duarte ressalta que, em dias mais quentes, quando o material está seco, a produção pode chegar a 180 toneladas dia. “Atualmente, são produzidos de 100 a 120 toneladas dia devido à umidade do material”, comenta.

O equipamento, vale lembrar, foi transferido para uma cascalheira, localizada à margem da BR-153, próximo à sede da Embrapa Pecuária Sul, em setembro de 2019. Depois, passou por manutenção e troca de peças. Segundo o secretário, um programa de recuperação das vias urbanas da cidade vem sendo seguido. Ele comenta que, nesta semana, deve ser finalizado o recapeamento da Narciso Suñe, via de acesso a diversos bairros da zona norte. A equipe também deve dar início a novas manutenções em trechos da General Osório, Tupy Silveira, Barão do Itapevy e Emílio Guilain.

A ideia de mudar a usina para o espaço atual iniciou no final de 2017, quando os moradores do entorno de onde a estrutura funcionava e pais de crianças que estudam na Escola Municipal de Educação Infantil Tia Scylla, no bairro Popular, solicitaram a transferência devido ao barulho, pó e fumaça. Na ocasião, os órgãos fiscalizadores vistoriaram a área e foi comprovado que o local era inapropriado para a indústria.

Fonte: Jornal Minuano

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios