NOTÍCIAS

Pelotas adere ao lockdown

Intenção da prefeitura é diminuir circulação e tentar frear avanço do coronavírus na cidade

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

A prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas, apresentou detalhes sobre o lockdown que começará hoje. As medidas mais duras de distanciamento social têm início neste sábado (8), às 20h, e seguem até terça-feira (11), ao meio-dia.

A intenção é diminuir a circulação de pessoas para frear o aumento no número de casos, mortes e internações devido ao coronavírus. Paula fez transmissão nas redes sociais da prefeitura na quarta-feira (5), para dar mais tempo à população para se preparar.

Durante a vigência do decreto, podem funcionar apenas hospitais, farmácias, postos de combustíveis e funerárias. O transporte coletivo não irá funcionar e irá transportar apenas profissionais de saúde. Comércio de gêneros alimentícios estarão fechados, assim como lojas de conveniência, bancos, restaurantes e padarias.

Em relação à fiscalização, serão feitas barreiras em vias públicas, e os motoristas dos veículos que estiverem trafegando terão que explicar o destino. Se não for considerado algo necessário, os motoristas serão convidados a retornarem para casa. Assim como pessoas que estiverem caminhando pelas ruas, poderão ser questionadas e convidadas a retornarem para as residências.

A Câmara de Vereadores aprovou um projeto de lei que amplia a Lei das Multas para quem não utilizar máscara ou promover e participar de aglomerações, e também para quem descumprir o lockdown. A infração para pessoa física que não seguir as regras mais duras será considerada de natureza média, com o valor de R$ 176,85. As empresas que não seguirem o decreto poderão ser multadas em até R$ 1.179.

Pelotas teve nesta quarta-feira (5) o pior dia desde o começo da pandemia, com um recorde de 64 novos casos e quatro mortes. Com esses números, a cidade já alcança a marca de 1.220 casos confirmados de covid-19 e 28 mortes causadas pela doença.

A ocupação em leitos de Unidade de Terapia Intensiva é a maior preocupação e já supera os 95%. Nesta quinta-feira, 29 pacientes estão internados, sendo 28 adultos e uma criança. Apenas dois leitos específicos para o tratamento da doença em adultos ainda estão disponíveis para toda a cidade.

Fonte: GaúchaZH

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios