- DestaquesVARIEDADES

Dia Nacional da Saúde e a esperança por dias melhores

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

Em mais de quinhentos anos de história registrada nos livros, o Brasil já enfrentou diversas crises sanitárias. No início do século vinte, a Febre Amarela provocou crise na economia e saúde do país. Logo depois, veio a Gripe Espanhola. A Poliomielite e a Meningite também assustaram os brasileiros anos atrás.

Agora, em 2020, novamente a saúde enfrente um enorme desafio com a pandemia da Covid-19. Ontem foi Dia Nacional da Saúde e hoje o país atingiu a marca de 97.692 mortes por coronavírus confirmadas até as 13h desta quinta-feira.

Desde março, somos diariamente bombardeados com notícias sobre a doença e sobre os casos que não param de aumentar. Assustador sim, mas agora com uma esperança de dias melhores. Muitas Universidades e Centros de Pesquisas trabalham às pressas para encontrar a vacina que consiga frear o vilão do ano.

A Universidade de Oxford já realizou testes, inclusive no Brasil, e promete resultados positivos para as próximas semanas. Já com relação aos países, China, Rússia e Estados Unidos despontam na briga para saber quem produz a vacina mais rápido. E quem ganha, é claro, somos nós com a possibilidade da aceleração do processo para a imunização da população.

Hoje (06) mais uma boa notícia foi divulgada por grandes veículos de comunicação: o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, afirmou que é possível ter uma vacina pronta para registro em Outubro deste ano.

É uma luz em meio a tantas notícias que trazem mais medo, insegurança e tristeza. Agora só nos resta torcer para que em breve possamos retornar a rotina e a vida da forma que deve ser.

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios