- DestaquesVARIEDADES

Hei, você que quer se candidatar a vereador

O que justifica a sua candidatura? Você está preparado? Leia a crônica e pense a respeito

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

Candidatar-se a um cargo púbico, falando dos eletivos, é na maioria das vezes, uma forma de galgar alguns degraus econômicos, e não venham aqui dizer que não é assim, que a maioria dos políticos ama a causa a que defende. Existem raras exceções, pessoas que por seu histórico de serviços ou experiência, realmente se qualificam para representar uma parcela da população, mas estes, infelizmente, ainda são poucos.

O que se vê na maioria das vezes, e Dom Pedrito não foge à regra, são nomes que frequentemente aparecem, ou caem de paraquedas como popularmente se diz. Por serem conhecidos ou populares, por motivos bons ou nem tanto, filiam-se a um partido, ou são convidados a filiarem-se. Se as chances de se eleger são poucas, mas representam algo no somatório de votos que determinado partido faz, isso já é o suficiente para que recebam a promessa do famoso cargo em comissão, ou seja, não se elege, mas ajuda o partido, e em troca recebe um cargo, caso o partido ou coligação de partidos logre êxito no pleito.

Uma análise ligeira da Câmara de Vereadores de Dom Pedrito ao longo dos anos, mostra que não basta ser uma boa pessoa ou querer ajudar a comunidade para ser um bom vereador. Definitivamente não. Do contrário, veremos, como vimos em outras oportunidades, representantes que não representam ninguém e que se não fazem mal algum, também não constroem e não ajudam a construir nada de bom, a não ser inflar seus próprios bolsos ao longo de quatro anos, período que deixam uma marca vazia.

Escolher um candidato porque ele é seu amigo talvez seja um critério, mas só ele não basta. O que o qualifica para desempenhar essa tão importante função? Que atributos carrega para ocupar uma das cadeiras do Plenário Ataliba Torres? Esse candidato tem alguma experiência administrativa? Por acaso ele tem um conhecimento básico da Constituição Federal, sabe o que é Lei Orgânica? Ou você que vota, acha que essas coisas não são importantes?

São perguntas que todo eleitor deveria se fazer antes de votar neste ou naquele candidato, do contrário, seguiremos vendo algumas cadeiras do legislativo preenchidas por pessoas que podem até ser boas, que podem até ter boas intenções, mas que estão despreparadas para as exigências do cargo.

As eleições estão chegando, e você, já pensou nessas questões?

Você que pretende se candidatar a uma cadeira no Legislativo, está preparado para o cargo?

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios