- DestaquesVARIEDADES

Previsão do tempo no RS

Nebulosidade e ventania ainda estarão presentes nesta quarta-feira

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

A terça-feira (30) foi marcada por chuva e tempestades no Rio Grande do Sul. Temporais relacionados a um fenômeno chamado ciclone-bomba—  uma espécie de ciclone extratropical, ou seja, formado em latitudes médias, distante dos trópicos — foram registrados desde as primeiras horas do dia no Estado. 

— Tivemos a formação de um ciclone extratropical, que é bastante comum nesta época do ano e está associado com a formação de frentes frias. O que não é tão comum é a queda rápida de pressão no centro do ciclone, como aconteceu nesta terça (30). Um ciclone-bomba nada mais é do que uma área de baixa pressão que apresenta uma queda mais rápida na pressão atmosférica — explica Dóris Palma, meteorologista da Somar Meteorologia.

Volumes significativos de chuva foram registrados em municípios de todas as regiões gaúchas. Em Canela, na Serra, os acumulados chegaram a 148,4  mm — cerca de 13,3% acima de todo o volume esperado no mês de junho no município.

Chuva diminui, vento segue forte

Nesta quarta-feira (1º), o tempo continua fechado. De acordo com a Somar, zonas de instabilidade presentes na atmosfera fazem com que a chuva persista no Estado. Para o Litoral e a região sul do RS, estão previstas precipitações moderadas, ao longo de todo o dia. Já nas demais áreas, são esperadas pancadas fracas e isoladas, intercaladas com períodos de nebulosidade. No entanto, o vento segue forte, com risco de rajadas de até 100 km/h na região central do Estado, no Litoral e na Região Metropolitana. Além disso, há alerta da Marinha Brasil para ressaca do mar, com ondas que podem chegar a aproximadamente quatro metros.

As temperaturas voltam a cair. Em São José dos Ausentes, na Serra, deve ser apontada a  mínima do dia no RS: 3°C. A máxima, 19°C, deve ser registrada em municípios como Torres e Dom Pedro de Alcântara, ambos no Litoral Norte. Na Capital, os termômetros variam de 10°C a 16°C.

Na quinta-feira (2), o cenário muda e o sol volta a predominar no território gaúcho. Ainda há condições para chuva (em forma de pancadas passageiras) apenas no Litoral Norte e em parte da Serra. As temperaturas seguem em queda, com a mínima do dia mais uma vez sendo esperada em São José dos Ausentes, que deve amanhecer com -1°C. A máxima, 15°C, está prevista para Mampituba, no Litoral Norte. Em Porto Alegre, a variação térmica fica entre 5°C e 11°C.

Em Dom Pedrito

Ainda sob a influência do fenômeno que causou ventos fortes em regiões do RS e Santa Catarina (Ciclone Bomba), a quarta-feira (1º) amanheceu com muita nebulosidade e ventania. A temperatura continua baixa. A mínima registrada foi de 8° C e a máxima não ultrapassa os 12° C. Ainda há chance de chuva, mas em volume pequeno.

Fonte: GaúchaZH/Climatempo/Somar

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios