- DestaquesNOTÍCIAS

VÍDEOS NO WHATSAPP | Acusada de produzir o material, menina é agredida por grupo de jovens

Fato foi registrado na Polícia Civil e surge como repercussão negativa desse caso

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

A repercussão que tomou os vídeos divulgados no aplicativo de mensagem gerou inúmeras especulações sobre quem seria o autor ou autores de produzir e publicar o material, a ponto de acusações serem levadas ao extremo. O caso também foi tema do editorial dessa semana.

Foi o que aconteceu na quinta-feira passada (25), onde uma menina de 16 anos de idade teve uma desagradável visita em sua casa, no Bairro Getúlio Vargas.

Nossa reportagem foi procurada pela família da jovem, que por motivos legais não pode ser identificada, relatando o que ocorreu naquela noite. Segundo o pai da menina, um grupo de oito jovens, sendo seis meninas e dois rapazes foram até sua casa na noite de 25 de junho, próximo às 20h. Ele bateram palmas em frente à casa, quando a vítima atendeu, duas meninas perguntaram: “Porque tu fez os vídeos?”. A vítima, então, respondeu que os vídeos não eram obra sua. As agressoras, mesmo assim disseram que ela iria apanhar, passando a agredi-la com socos e tapas, e cessando somente depois de muito pedir para que parassem.

Na manhã do dia seguinte, uma mulher enviou uma mensagem de áudio para o telefone da vítima, ordenando que os referidos vídeos fossem retirados das redes sociais, caso contrário iria até sua casa para agredi-la.

A menina será encaminhada para a cidade de Bagé para realizar exame de lesões corporais, em razão de estar referindo dores, por conta das agressões.

O caso dos vídeos do WhatsApp está sob investigação da Delegacia de Polícia de Dom Pedrito e caso os autores sejam identificados, responderão criminalmente pelo fato, bem como que compartilhou o material.

Chama-se a atenção para a ilegalidade de se fazer justiça com as próprias mãos e para o perigo em se levantar acusações que podem ser infundadas. Observa-se nesse caso que a maioria das pessoas envolvidas são jovens, menores de idade em geral, o que torna o caso mais delicado.

Agressões como essa só geram mais violência, tanto física, quanto moral, portanto, cuidado com o que compartilhar ou comentar sobre esse caso.

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios