NOTÍCIAS

Barreiras sanitárias: rotina de prevenção em Bagé

Município já contabiliza cerca de 1,6 mil veículos desinfectados e 250 viajantes avaliados pelas equipes de Vigilância em Saúde

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

Desde que retomou as barreiras sanitárias para prevenção da disseminação da covid-19 na segunda-feira, Bagé contabiliza cerca de 1,6 mil veículos desinfectados e 250 viajantes avaliados pelas equipes de Vigilância em Saúde. As informações são do coordenador do serviço no município, Geraldo Gomes.

A reportagem do jornal Folha do Sul acompanhou a mobilização, que acontece em quatro dos principais acessos à zona urbana, onde cerca de 100 pessoas, entre agentes das Vigilâncias em Saúde e militares do Exército realizam o trabalho. Na etapa anterior, quando Bagé ainda registrava números crescentes de contaminação, o processo chegou a desinfectar 22 mil veículos.

Triagem

Cada ocupante dos veículos que chegam a Bagé tem a temperatura corporal medida por equipamento eletrônico, em contato físico, enquanto o agente da VS pergunta a cidade de origem do viajante. Condutores e ocupantes que sejam de cidades localizadas em zonas ‘laranja’ e ‘vermelha’ (conforme classificação de risco) podem realizar o teste rápido para a covid-19.

Diagnóstico

Caso os ocupantes do automóvel tenham origem em cidade com contaminação comunitária por coronavírus, os ocupantes podem realizar o teste rápido para a doença, que gera o resultado em 15 minutos. O teste é aplicado caso a pessoa teve contato com a doença ou apresente sintomas nos últimos 14 dias. Caso o resultado positivo, as autoridades em saúde são notificadas e a pessoa é orientada a ficar em isolamento por 14 dias. Caso apresente sintomas, as equipes de saúde farão o acompanhamento do caso.

Grupos de risco

Para idosos, professores, trabalhadores da saúde e segurança pública, caminhoneiros, além de outros grupos enquadrados como público-alvo da campanha de vacinação, podem receber a imunização contra os vírus Influenza H1N1 e H3N2 no local. Também são distribuídos materiais de divulgação, com orientações dos procedimentos de prevenção e para o caso da pessoa desenvolver sintomas de síndrome gripal.

Desinfecção

Equipes do Exército fazem a desinfecção do veículo, principalmente nos pneus, com produto que elimina vestígios de agentes contaminantes.

Acesso

No total, o processo pode levar de cinco a 30 minutos antes de ser concluído e o veículo seja liberado, conforme as condições do tráfego. Porém, de acordo com Gomes, a estratégia é especialmente efetiva para rastrear o acesso ao município. “Com base nos dados, nós estimamos que a cidade receba entre 200 pessoas por dia, sem contar o transporte em ônibus, onde todos os passageiros também têm a medição de temperatura e respondem ao questionário”.

Fonte: Jornal Folha do Sul

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios