- DestaquesNOTÍCIAS

Estabelecimento comercial foi arrombado e furtado na madrugada desta quinta-feira (26)

Acusado quebrou a porta de vidro da loja com uma pedra subtraindo do interior uma bolsa contendo documentos e uma lata de spray

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

Na madrugada desta quinta-feira (26), por volta das 1h30, uma guarnição da Brigada Militar foi acionada para atender uma ocorrência de furto a um estabelecimento comercial na área central da cidade. Conforme informações, uma loja havia sido arrombada e de seu interior haviam sido subtraídas uma bolsa contendo documentos do estabelecimento e uma lata de spray, que a guarnição ao realizar buscas nas imediações, acabou localizando com um indivíduo em atitude suspeita à poucos metros da loja.

O suspeito assumiu a autoria do delito, tendo indicado o local em que dispensou os objetos furtados. O acusado de alcunha “Tortinho”, quebrou a porta de vidro do estabelecimento com uma pedra que fora arremessada contra a mesma. O proprietário disse, que a empresa possui alarme e câmeras de vídeo monitoramento, as quais flagraram a ação do criminoso, que usou uma camiseta para cobrir o rosto, tornando aparente suas tatuagens, as quais apresentam compatibilidade em relação as tatuagens do indivíduo preso. O acusado, ainda utilizou o spray para realizar pichações na calçada com seu apelido. Ele só não furtou mais produtos, devido ao alarme da loja.

O flagrante do indivíduo foi homologado nesta quinta-feira (26), e em sua decisão o magistrado disse, que “o furto qualificado pelo arrombamento já é superior a 4 anos”, acrescentando que por ter sido praticado durante a madrugada em período de calamidade pública, devido a pandemia do COVID-19, no qual inclusive foi instituído recolhimento noturno por decreto municipal, quando há racionamento de venda de produtos aos cidadãos. Por estes motivos segundo a decisão, libertar quem viole o patrimônio , cria o caos e até incentiva o saque generalizado, o que demonstra a necessidade da custódia enquanto permanecer esta grave situação social. Isso demonstra, que quem cometer crimes como este ou pior do que o cometido nesta madrugada, terá uma visão diferente por parte do judiciário em face da pandemia que vivemos.

Qwerty Portal de Notícias |

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios