NOTÍCIAS

Procon fiscalizará preço de máscaras e álcool gel em Bagé

Ação busca evitar abusos nos valores cobrados

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

A equipe do Procon de Bagé irá percorrer, nesta semana, estabelecimentos comerciais de Bagé para verificar a disponibilização e valores cobrados por máscaras e álcool gel aos consumidores. A informação foi anunciada, ontem, pelo coordenador Marcelo Nalério. Em conversa com a reportagem do Minuano, Nalério confirmou que serão visitadas farmácias e mercados na cidade para efetuar um monitoramento dos valores pagos pelos estabelecimentos pelo álcool gel e máscaras de proteção. A análise contemplará dados dos meses de janeiro, fevereiro e março, com base no dia 5 de cada mês, e também os valores praticados durante todo mês de março, para que, conforme ele, sejam evitados “exageros na elevação dos valores neste momento em que a população procura com mais frequência tais produtos”.

“Estamos falando de uma medida de proteção e auto-cuidado extremamente importante e necessária. Temos que garantir que pela procura destes produtos os preços não sofram aumentos abusivos. O Procon pretende atuar neste sentido”, garantiu o coordenador. Para todos os estabelecimentos que se encontrarem com preços considerados abusivos para a população, adianta Nalério, serão solicitadas providências pelo Procon, em conjunto com o Ministério Público Estadual.

“O Procon irá atuar fortemente no diálogo e sensibilização junto aos comerciantes para a manutenção dos preços, sobre a importância das pessoas adquirirem estes produtos para prevenção da propagação do coronavírus, pois a única “vacina” existente é a prevenção. Todas as ações que serão realizadas pelo Procon na cidade serão em parceria com o Procon Estadual”, detalhou ao mencionar que está buscando a estruturação do Procon da cidade visando uma atuação mais efetiva nas ruas da cidade, para auxiliar a população em geral.

Fonte: Jornal Minuano – Nathália Godoy/Acadêmica de Jornalismo

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios