NOTÍCIAS

Bagé receberá escola cívico-militar neste ano, diz ministro

No RS, outros quatro locais irão contar com as instituições: Alvorada, Caxias do Sul, Alegrete e Uruguaiana

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

O município de Bagé, na Campanha, irá receber uma escola cívico-militar em 2020. A informação foi confirmada pelo ministro da Educação (MEC), Abraham Weintraub, na tarde desta quarta-feira (26). No RS, outros quatro locais irão contar com as instituições: Alvorada, Caxias do Sul, Alegrete e Uruguaiana. O ministro não deu prazo para a implantação.

Na lista divulgada por Weintraub, são listadas 54 escolas cívico-militares que serão implementadas pelo país.

Diferentemente das escolas totalmente militares, no modelo cívico-militar as prefeituras ou Estados continuam definindo o conteúdo trabalhado em sala. Os alunos, entretanto, deverão seguir regras militares no dia a dia. O MEC defende que a iniciativa aumentará a segurança e o respeito com professores.

O plano é implementar 216 escolas cívico-militares até 2023. O país tem cerca de 140 mil escolas; o Rio Grande do Sul, 2,5 mil em nível estadual.

O programa federal, com custo de R$ 54 milhões, colocará mais de mil militares das Forças Armadas, do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar para trabalhar como monitores, com a contrapartida de 30% de adicional no salário. No Rio Grande do Sul, a preferência será por reservistas, mas oficiais da ativa também poderão concorrer.

Fonte: Gaúcha ZH.

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios