- DestaquesNOTÍCIAS

Dom Pedrito participa da 1ª Conferência de Segurança Pública da Região da Campanha

A capital da Paz foi representada pelo presidente do Consepro e o Juiz de Direto Luís Filipe Lemos Almeida

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

Segurança Pública é uma pauta que cada dia mais vem sendo debatida e discutida, especialmente por autoridades tentando encontrar saídas para este problema enfrentado em todo o território nacional. E esse foi o tema da 1ª Conferência de Segurança Pública da Região da Campanha realizada na tarde de terça-feira (27) em Bagé.

Dom Pedrito também foi representado nesta reunião através da presença do Juiz de Direto Luís Filipe Lemos Almeida e do presidente do Conselho Pró-Segurança Pública (Consepro) do município, Marcos Brum. O juiz destacou que participar desta atividade foi importante para falar um pouco sobre o trabalho que vem sendo desenvolvido aqui em Dom Pedrito entre o poder judiciário e o Consepro.

O presidente do Consepro reforçou mais uma vez o pedido para que a comunidade pedritenses participe das discussões sobre segurança pública no nosso município. Marcos frisou que no próximo ano irá encerrar a sua participação na entidade após quatro anos de trabalho e que é importante que outra pessoa dê continuidade nas ações.

Uma das soluções apontadas pelo deputado estadual, Luis Augusto Lara, em sua fala na reunião foi a do cercamento eletrônico, ou seja, câmeras em diversos pontos da cidade que inibiria a ação de criminosos e ajudaria na identificação dos mesmos. Dom Pedrito é a primeira cidade da região a iniciar um processo semelhante através dos esforços do Consepro, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e o Poder Judiciário. Câmeras de vídeo já estão em funcionamento na BR-293 desde 2018.

Esteve presente nesta reunião o Coronel Marcelo Gomes Frota, secretário adjunto da Segurança Pública, que esteve em Dom Pedrito em maio deste ano para tratar do mesmo assunto. Ele ressaltou que a atual gestão do Governo do Estado, a qual faz parte, está enfrentando um período natural de recessão, que segundo ele acontecem nos primeiros três anos de administração, e por conta disso a dificuldade em repasse de verbas para esta área.

Ainda segundo o Coronel Frota, empresários podem ter um papel fundamental como aliado no combate à violência no nosso estado, já que através do pagamento do Imposto Sobre Circulação De Mercadorias e Serviços (ICMS) através do Programa de Incentivo ao Aparelhamento da Segurança Pública (PISEG/RS).

O Piseg é um programa do Governo do Estado que possibilita aos empresários destinar até 5% do saldo devido de ICMS para serem aplicados na compra de equipamentos como veículos, armamentos, munições, capacetes, coletes balísticos, rádios comunicadores, equipamentos de rastreamento, de informática, bloqueadores de celular, câmeras e centrais de vídeomonitoramento.

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios