- DestaquesNOTÍCIAS

Novo sistema de emplacamento com padrão do Mercosul passa a valer no RS

Saiba como está a situação em Dom Pedrito

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

A confecção de placas de veículos pelo novo sistema no padrão do Mercosul começou a ser adotada na tarde desta segunda-feira (17) em todo o Rio Grande do Sul. Elas serão obrigatórias para emplacamentos de automóveis 0 km, transferências de cidade ou de propriedade e substituições de placas estragadas, perdidas, roubadas ou furtadas. Para os veículos que já estão em circulação, será possível permanecer com o modelo atual pelo menos pelos próximos quatro anos.

Enquanto as placas de cor cinza custavam cerca de R$ 120, as do padrão Mercosul podem chegar a R$ 250. A explicação são os elementos de segurança utilizados. As novas placas são brancas e azuis, com o nome e a bandeira do país e o emblema do Mercosul. Elas têm quatro letras e três números e um código chamado QR Code, cujo objetivo é trazer maior segurança contra a clonagem.

Mais um elemento de segurança, um chip, que a princípio as placas padrão Mercosul deveriam ter, não foi incluído, nem tem previsão para integrar as placas. O QR Code informa a polícia sobre modelo, chassis, cor e multas. Mas precisa ser lido de perto, com aplicativos para celular. Ainda assim, é melhor que as placas cinza.

A Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados pediu que Conselho Nacional de Trânsito adiasse a mudança das placas por seis meses até que todo sistema de segurança digital esteja implantado. Mas o Detran diz que, mesmo que o adiamento seja concedido, não existe a possibilidade de voltar para o sistema anterior. Fonte G1-RS

Em Dom Pedrito

Equipamento utilizado para a fabricação das novas placas

Nossa reportagem conversou com o Dr. Lucidoro Rodrigues, proprietário da única estampadora totalmente credenciada neste momento, não só em Dom Pedrito, mas na região, para saber em que pé anda o processo para a fabricação das novas placas, um dia depois de entrar em vigor os novos modelos.

Dr. Lucidoro contou que em julho deste ano deu entrada na documentação para se credenciar, comprou os equipamentos, em um investimento que se aproxima dos R$ 50 mil. Ele prevê que nessas primeiras semanas deverá haver atendimento aos condutores de outras cidades, visto que, como já foi dito, somente sua fábrica de placas está apta a produzi-las, por enquanto.

Dr. Lucidoro segura o modelo da nova placa

Como seu credenciamento foi concluído na sexta-feira passada (14), só foi possível encomendar as novas placas na data de hoje (18), quando efetivamente entrou em vigor a nova regra. Provavelmente na quinta-feira (20), elas já estejam disponíveis para o público. Lucidoro prevê que o valor deva ficar em torno de R$ 220,00. A nova placa é do mesmo tamanho da anterior. Como ela possui um QR Code, o lacre existente nas placas anteriores não é necessário nos novos modelos.

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios