- DestaquesNOTÍCIAS

Detento pedritense é liberado por engano na Penitenciária Estadual de Rio Grande

Márcio José Ferreira da Rosa agora é considerado foragido da Justiça

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

Na noite de ontem (10), por volta das 21h40, o detento pedritense Márcio José Ferreira da Rosa, vulgo “Nego Márcio”, foi liberado por engano da Penitenciária Estadual de Rio Grande. De acordo com informações não confirmada pela casa prisional, o fato teria ocorrido porque no local também está um outro preso com o mesmo nome.

A reportagem da Qwerty Portal de Notícias, com o apoio da repórter Fernanda Cadaval, do jornal Agora da cidade de Rio Grande, tentou contato com a direção do presídio, mas a única informação oficial veio por intermédio do delegado regional da 5ª Delegacia Penitenciária Regional (DPR), José Maria, que disse à colega que “a princípio foram tomadas todas as medidas legais e cabíveis, e em preservação aos servidores, não é possível passar informações, até por tratar-se de questões administrativas e internas”.

Não se sabe ao certo o destino que o detento Márcio teria tomado, mas é bem possível que ele tente voltar para Dom Pedrito. De acordo com agentes da polícia civil que confirmaram o ocorrido, Nego Márcio é considerado muito perigoso, sendo apontado pela Polícia civil de Dom Pedrito como um dos maiores traficantes locais, e ainda indiciado nos inquéritos das Operações Metástase (2012), e Operação Ligações Perigosas (2013) como principal chefe e fornecedor de drogas no município. Ainda conforme os policiais, ele possui condenações por tráfico, associação ao tráfico, porte de arma, roubo, dentre outros.

Esta é a quarta fuga registrada de Márcio em presídios. O último havia sido em setembro de 2014, quando o detento fugiu do presídio de Candelária. Nesta mesma casa prisional, ele já havia fugido no ano de 2006, e no ano de 2013 também havia fugido da Penitenciária Estadual de Santana do Livramento, sempre através de rompimento de grades, diferente desta última saída em que houve uma liberação indevida. As autoridades pedem aos moradores da cidade que informem qualquer pista sobre o paradeiro do apenado, principalmente porque não está descartada a sua vinda para Dom Pedrito.

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios