NOTÍCIAS

Ação determina que alguns cargos da administração municipal devem ser preenchidos por servidores concursados

O advogado Marco Antônio Rodrigues esteve no programa Primeiro Jornal da Rádio Upacaraí para falar sobre a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN), que é um processo público movido pela Procuradoria de Justiça, que entende que alguns cargos da administração municipal devem ser preenchidos por servidores concursados.

De acordo com Marco Antônio, a ação foi movida provavelmente após denúncias de que alguns funcionários que fazem parte dos cargos de confiança ocupam determinados cargos e não cumprem com suas funções. “Pela leitura que faço, é a banalização da função pública. Ou seja, tu nomear alguém para uma função pública que não tenha as mínimas condições e os mínimos requisitos para ocupar uma função”, acredita, ponderando que ainda cabe recurso.

Foi determinado o prazo de seis meses para que haja uma adequação por parte do Executivo municipal. Os cargos que estão sendo contestados nesta ação, são: dirigente de equipe; dirigente de núcleo; chefe de setor; chefe de serviço; diretor de creche; administradores distritais (subprefeitos). Todas essas funções deverão ser preenchidas por servidores concursados, no máximo, até janeiro do próximo ano.

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios