Elliézer Garcez

640 POSTS 0 COMENTÁRIOS

Final de semana de muito esporte para as equipes pedritenses; Vila Argeni sagrou-se campeã do Futebol Sete

O final de semana foi de esporte em Dom Pedrito. Na sexta-feira (17), aconteceram grandes jogos pelo Campeonato Municipal de Futsal. Confira os resultados dos jogos: Master 35 anos – Cruzeiro 1×4 Farroupilha; Série B – Engenho Coradini 2×0 Algarrafas; Feminino – Borussia 4×1 Fenix; Série A – Sabiá 9×7 Aston Villa.

No sábado (18), as equipes sub 17 e feminina do Barcelona estiveram na cidade de Lavras do Sul participando de um torneio de futsal e representando o município na competição, que contou com diversos times.

Já no domingo (19), o Campeonato Municipal de Futebol Sete, organizado pela Assessoria de Esporte e Lazer, envolveu cerca de 400 pessoas entre atletas, técnicos e dirigentes durante os três meses da competição. Durante a tarde de domingo (19) aconteceu a decisão nos gramados do Módulo Esportivo, para a definir os ganhadores do campeonato.

Acompanhe a classificação final dos ganhadores do Campeonato de Futebol Sete:

1° lugar: Vila Argeni
2° lugar: Unidos
3° lugar: 4 Irmãos
4° lugar: Fiorentina/Barcelona

Troféu Disciplina: Vila Argeni
Goleador: Willian Machado
Goleiro Menos Vazado: Gabriel Antunes.

Sabiá joga pelo empate contra o Aston Villa na noite de hoje; confira os outros jogos

Com certeza será mais uma noite de excelentes jogos no Campeonato Municipal de Futsal, na sede campestre do Clube Comercial de Dom Pedrito. A partir das 20h de hoje (17), acontecem quatro decisões pela competição, nas categorias Master 35 anos, feminina e livre. Sabiá e Aston Villa fazem a última partida da noite.

Confira os jogos: 

Master 35 anos – Cruzeiro x Farroupilha;
Série B – Engenho Coradini x Algarrafas;
Feminino – Borussia x Fenix;
Série A – Sabiá x Aston Villa. 

Calçada da rua Oswaldo Aranha, esquina com a rua José Bonifácio, está passando por reparos

Os servidores da Secretaria Municipal de Obras estão trabalhando na reforma da calçada da esquina das ruas Oswaldo Aranha e José Bonifácio, que ficou deteriorada após um temporal fazer com que uma árvore fosse arrancada pela raiz. O fato ocorreu no dia 18 de outubro e a reportagem mostrou como ficou o local na manhã seguinte ao temporal, quando funcionários da Secretaria Municipal de Agricultura do município realizavam a retirada da árvore que havia ficado sobre a calçada.

Desde então, a calçada se tornou alvo de críticas dos munícipes, pois não havia recebido uma reforma, e as pessoas que passavam por ali acabavam desviando e, muitas vezes,tendo que sair da calçada e passar pela rua, correndo risco de serem atropeladas, pois no local há um grande fluxo de veículos já que é próximo a uma escola e um supermercado.

Hoje (19), durante um transmissão ao vivo pela página do Facebook da Qwerty Portal de Notícias, mostramos a situação em que o local se encontrava, porém – já no final da transmissão – a engenheira e secretária Adjunta de Obras, Camila Martins, quando passava pelo local, informou à reportagem que o reparo na calçada seria durante a tarde, e só não ocorreu antes porque os dois pedreiros do município estavam em licença.

Já durante a tarde, por volta das 16h, nossa reportagem esteve no local, que já está com as obras bem adiantadas e, de acordo com Camila, a calçada deverá ficar pronta ainda hoje.

 

Pela primeira vez, feriado não registra mortes no trânsito do RS

O feriado de proclamação da República contou com atenção especial das autoridades de trânsito. Os órgãos de fiscalização que atuam na Viagem Segura não registraram nenhum acidente fatal durante as 24 horas da operação.

Conforme registros, foi a primeira vez que nenhuma pessoa morreu durante a operação integrada, que completou seis anos ajudando a preservar vidas no trânsito do RS nessa 81ª edição.

Foram fiscalizados 5.147 veículos e registradas 2.181 infrações de trânsito. A operação também recolheu 165 veículos e 36 carteiras nacionais de habilitação (CNHs) irregulares.
No combate à alcoolemia, 355 condutores foram solicitados a fazer o teste do etilômetro. Desses, 23 foram autuados por teste positivo, oito enquadrados em crime de trânsito (34,8%) e 22 condutores recusaram-se a soprar o etilômetro e sofrerão as mesmas sanções administrativas do teste positivo – multa de R$ 2.934,70 e suspensão da CNH pelo período de 12 meses. Em caso de reincidência em um ano, aplica-se a multa em dobro e é instaurado processo de cassação do direito de dirigir em desfavor do infrator.

Saiba mais sobre a Lei Maria da Penha: desde o que é, até as providências que você deve tomar

Um folder disponibilizado na Delegacia de Polícia de Dom Pedrito informa tudo que você precisa saber sobre o combate à violência doméstica contra a mulher. O informativo é da Coordenadoria Estadual das Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar.

A Lei 11.340/2006, Lei Maria da Penha, objetiva a proteção, bem como a assistência, tanto da vítima e de seus dependentes como para o agressor, com o objetivo de quebrar o ciclo da violência doméstica e familiar contra a mulher.

Formas de Violência

A Lei Maria da Penha estabeleceu cinco formas de violência contra a mulher: física, psicológica, sexual, patrimonial e moral. Elas podem ocorrer de forma isolada ou combinada.

Quem pode ser o agressor

O homem (por exemplo, marido, ex-marido, companheiro, namorado, ex-namorado, filho, neto, pai, irmão) ou mulher que agride sua companheira, ex-companheira, namorada, ex-namorada, em relações homoafetivas.

Providências

A mulher que está sendo agredida, ou pessoa que presenciar situação semelhante deverá telefonar imediatamente para a Brigada Militar, telefone 190, para que a Polícia vá até o local do fato. Se já foi agredida, a vítima deverá ir preferencialmente à Delegacia da Mulher ou a qualquer Delegacia de Polícia e fazer o boletim de ocorrência. Depois de ir até a DP, a vítima deverá comparecer no Juizado da Violência Doméstica (ou Vara) para receber a cópia da medida protetiva (se for deferida), e ser orientada a como proceder no caso de ser determinado o afastamento do agressor do lar.

O que levar à Delegacia de Polícia (se possível)

  • Documentos: RG, CPF, certidão de nascimento dos filhos, certidão de casamento e outros documentos que considerar importante;
  • Comprovante de endereço ou anotação com o nome da rua, número da casa, local de referência, número de telefone (seu), do agressor e de algum parente ou conhecido;
  • Relação de bens (caso tenham sido destruídos pelo agressor);
  • Nome, endereço e telefone de testemunhas
  • Laudos, atestados ou prontuários médicos ou hospitalares fornecidos pelos locais aonde a mulher tenha ido em busca de socorro após a agressão.

Medidas protetivas de urgência

Ao registrar a ocorrência policial, a vítima poderá requerer ao Juiz a determinação de medidas protetivas de urgência, que têm o objetivo principal de afastar o agressor, evitando a continuidade ou agravamento da violência.

Telefones úteis

  • Disque-Denúncia – Central de Atendimento à Mulher: 180
  • Brigada Militar: 190
  • Escuta lilás: 0800 541 0803

Surpresa para seu Simião: idoso recebe gaita como doação

O feriado de Proclamação da República foi de surpresa, emoção e solidariedade no Asilo Major Alencastro da Fontoura. Na segunda-feira (13), uma reportagem veiculada na Qwerty Portal de Notícias contava que o conhecido vendedor de picolés, seu Simião Carneiro Rodrigues, 81 anos, pedia uma gaita como doação.

Ele contou à reportagem que desde sua juventude é evangélico e, desde então, possui um uma paixão pela música. “Durante muitos anos fui cantor de rádio. Os pastores da igreja que eu frequentava me pediam para que cantasse, e eu fazia com o maior prazer. Foi nessa época que aprendi a tocar violão e um pouco de gaita logo depois”, destacou em entrevista. Aproveitando a ocasião, o idoso pediu que alguém lhe doasse uma gaita para que ele possa voltar a estudar a música e se manter em contato com seu instrumento favorito.

Após a divulgação da notícia, centenas de pessoas iniciaram uma mobilização e a notícia foi repercutida em todo o município, até que a família do jovem Luiz Hernany Trindade Peres se sensibilizou com a notícia e decidiu emprestar uma gaita, herança de família, pelo tempo que seu Simião necessitar. “Não vamos doar pois esse instrumento tem um valor muito sentimental à família, mas estamos emprestando para ele pelo tempo que ele precisar”, disse a família durante a entrega do instrumento.

Como você pode acompanhar no vídeo abaixo, no momento da surpresa, seu Simião estava sentado em um banco no pátio do asilo, quando as meninas que fazem um magnifico trabalho voluntário no local chegaram para fazer a surpresa ao idoso, acompanhadas da família de Luiz Hernany e seus pais.

Agora, seu Simião poderá praticar no instrumento suas canções graças à presteza da comunidade, que já estava pensando, através das voluntárias do asilo, a fazer uma ação para arrecadar dinheiro para que o pedido dele fosse atendido. Neste momento, resta somente agradecer a solidariedade de todos os pedritenses, que se uniram em prol da felicidade de uma pessoa tão bem quista em nosso município.

Seu Simião vai receber gaita neste momento no Asilo Major Alencastro da Fontoura

Publicado por Qwerty Portal de Notícias em Quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Rodada do futsal está cancelada devido a falecimento de desportista pedritense

O futebol pedritense está de luto em decorrência do falecimento do desportista Fabiano Gomes Miranda, conhecido no meio esportivo como Pé de Bolo, dirigente da tradicional equipe do Arsenal, que há muitos anos participa e sempre está nas decisões do Campeonato Municipal de Futsal.

A Assessoria Municipal de Esportes informa que a rodada de hoje (14) está cancelada, sendo transferida para a próxima terça-feira (21). A rodada de sexta-feira (17) e a final do futebol sete marcada para amanhã (15) e domingo (19) permanecem sem alterações.

 

Servidores Técnico-Administrativos em Educação da Unipampa paralisam suas atividades

Uma nota enviada à Qwerty Portal de Notícias informou sobre uma paralisação que está acontecendo na Universidade Federal do Pampa – Unipampa Campus Dom Pedrito. A nota é dos Servidores Técnico-Administrativos em Educação e foi enviada na manhã desta sexta-feira (10).

Leia na íntegra: 

Informamos a toda comunidade pedritense que, hoje, 10/11/2017 – os Servidores Técnico-Administrativos em Educação – UNIPAMPA – Campus de Dom Pedrito paralisaram as suas atividades, em atenção ao chamado da FASUBRA Sindical.

Sendo essa data tratada como Dia Nacional de Paralisações, manifestações e protestos contra a reforma trabalhista e todos os ataques do governo Temer contra os trabalhadores.

A Categoria reivindica negociação salarial, nenhum direito a menos e a revogação do Plano de Demissão Voluntária (PDV).

Esta luta é contra: o aumento da contribuição previdenciária de 11% para 14% (MPs 805/2017); fim da estabilidade no serviço público (PLs 116/17); contra a reforma trabalhista (Lei Nº 13.467/2017); em resistência à aprovação da Reforma da Previdência; e, sobretudo, ao corte de orçamento e investimentos que, consequentemente, desmontam as Instituições de Ensino Superior Públicas e ameaçam a prestação de serviços à população.

Movimento do Dia 10 de Novembro:

Em prol da revogação e retirada de todas as MPs e PLs que atacam o funcionalismo, tais como: MPs 805 e 792/ 2017. PL 116/2017;

Contrário à reestruturação das carreiras do funcionalismo;

Contra a reforma previdenciária!

Abaixo o ajuste fiscal contra os trabalhadores!

Nenhum direito a menos!

Em defesa dos serviços públicos de qualidade para a população.

Reforma trabalhista entra em vigor neste sábado: tire suas dúvidas

A partir do próximo sábado (11), uma nova Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) passa a orientar as relações entre empregados e empregadores no Brasil. É a entrada em vigor da Lei 13.647, 120 dias depois da sua aprovação no Senado. A chamada reforma trabalhista traz mais de 100 alterações na CLT, sancionada em 1943.

Entre as principais novidades, está a criação de um profissional autônomo que pode ser exclusivo de um empregador e, ainda assim, não ter a condição de empregado. A terceirização, confirmada também para a atividade principal de uma empresa, também encontrou lugar na reforma. Outra alteração da lei diz respeito às gestantes e é polêmica: passa a permitir o trabalho em ambientes insalubres de graus mínimo e médio, mas o governo promete mudar este ponto por meio de Medida Provisória ainda em negociação.

Outra novidade traz a possibilidade de os empregadores tirarem férias em até três períodos, sem limitação de idade. E a garantia de que premiações por desempenho não são parte do salário traz o potencial de estimular empregadores a usarem mais esse incentivo.

Formalização dos Trabalhadores

Entre os argumentos que sustentaram a aprovação da reforma na Câmara e no Senado, está o impulso à formalização de empregos no Brasil, tirando trabalhadores da informalidade. Segundo o pesquisador da área econômica do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) Bruno Ottoni, há hoje cerca de 17 milhões de trabalhadores informais no país com potencial de serem formalizados a partir da nova CLT.

– Temos muita gente trabalhando em jornadas reduzidas, mas a maior parte na informalidade. O contrato de trabalho intermitente tem menos controvérsias e pode atender à demanda de empregadores e empregados com interesse nesse tipo de jornada, que não é fixa – diz o pesquisador.

Ele pondera que os efeitos da reforma devem ser percebidos a partir de 2019. Ainda neste ano de 2017, porém, ele vê possibilidade do trabalho intermitente ser testado no lugar do contrato temporário de final de ano. A Confederação Nacional das Indústrias (CNI) acrescenta que, além da formalização, a nova CLT abre caminho para novos empregos.

– Não é porque vai entrar em vigor, a partir de sábado, que automaticamente a nova lei vai gerar empregos. Agora, na medida em que se tenha uma lei mais moderna, que contemple as novas formas de trabalhar e de produzir, você acaba incentivando o investimento, fomentando a criação de mais e melhores empregos – afirma a gerente-executiva de Relações do Trabalho da CNI, Sylvia Lorena.

Para o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) do Rio Grande do Sul, Claudir Nespolo, a reforma trabalhista não trará os benefícios apontados pela CNI e pelo pesquisador da Ibre/FGV. Segundo ele, o discurso sobre as possíveis melhorias não é verdadeiro:

– É conversa fiada dizer que a (atual) lei trabalhista gera informalidade e cria problemas para gerar empregos. No momento em que tivemos plenas oportunidades, a lei não foi empecilho.

Em todo o país, a CUT intensificou a coleta de assinaturas para um projeto de lei de iniciativa popular que anule a Lei 13.467. O governo federal não divulgou dados sobre a criação de empregos com a reforma trabalhista. Em seu discurso, tem destacado a segurança jurídica para empregados e empregadores e que este fator vai criar investimentos e possível geração de novas vagas.

Contradições na lei

Integrantes da Justiça do Trabalho criticam a reforma afirmando que há contradições dentro dela mesma e com a própria Constituição. Por isso, na prática, a Lei 13.467 seria de difícil aplicação a partir deste sábado.

– Ninguém está dizendo que os juízes não querem ou não irão cumprir a lei. Mas a Constituição Federal é a lei mais importante do país, é a primeira que o juiz do trabalho tem de cumprir. É isso que precisa ser entendido: os juízes aplicarão essa lei de acordo com os demais princípios da Constituição Federal. E terão de resolver todas as contradições que a reforma traz – afirma a presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-RS), desembargadora Beatriz Renck.

Audax 300 e mil quilômetros acontece a partir deste sábado e deve mobilizar cerca de 230 ciclistas

O Clube Audax vai protagonizar, neste sábado (11), um momento histórico na América Latina, dentro do cenário do ciclismo. Às 13h, aproximadamente 230 ciclistas partem do complexo Militão rumo ao Uruguai, em duas provas: 300 e mil quilômetros, sendo que a última citada terá o maior número de participantes em provas realizadas com essa distância no continente. As informações são do Jornal Folha do Sul.

Conforme o organizador, Heron Regert, a prova de 300 abre a série randonneurs de 2018, do Clube Audax de Bagé. Os ciclistas partem do Militão até Arbolito (Uruguai) e retornam para o mesmo local de largada. Para obter certificado e a menção do Club Audax Parisiense (organização internacional), os participantes devem completar o trajeto num prazo de 20 horas. Ou seja, até as 10h de domingo.

No caso dos mil, o percurso é mais complexo. A saída será também do Militão, só que o trajeto se estende até Punta del Este (Uruguai), com retorno à Rainha da Fronteira. Serão premiados os ciclistas que completarem o trajeto em 75 horas – até as 16h de terça-feira.

A peculiaridade da prova de mil quilômetros é que o certificado vale para os atletas que buscam a conquista do título de “Randonneurs 5000”, ciclistas que percorrerem cinco mil quilômetros em provas de Audax, durante quatro anos. Inclusive, Regert relata que a atividade de amanhã conta com um ciclista que conseguiu o feito – Adriano Pacheco.
Ainda sobre os inscritos, Regert destaca que confirmaram presença ciclistas do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e dois da Suíça e Alemanha. “Pelo fato de ser uma prova com longa distância, os Audax mil costumam ter 20, 30 participantes, na América Latina. Creio que a alta procura da nossa prova se dá pelo fato da integração com o Uruguai, em função da troca de cultura. Com certeza, esses ciclistas levarão para a vida toda as histórias que viverão nesses dias de cicloturismo”, encerra.

Jornal Folha do Sul

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS POPULARES