- DestaquesNOTÍCIAS

Presídio de Dom Pedrito está com funcionamento normal

Boato de que teria ocorrido um motim na casa prisional alarmou parentes de apenados

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

O Presídio Estadual de Dom Pedrito, assim como toda a cidade, se ressentiu dos efeitos do temporal, principalmente no que diz respeito à energia elétrica.

Nossa reportagem conversou um membro da Susepe – Superintendência de Serviços Penitenciários, que nos esclareceu o que de fato aconteceu na instituição.

Logo depois do temporal, entre 6h e 7h desta terça-feira  e da consequente queda no fornecimento de energia elétrica na cidade, o motor do gerador do presídio não foi acionado, deixando todas as alas às escuras.

A empresa responsável pela manutenção foi chamada e colocou o equipamento em funcionamento. Após algumas horas, aproximadamente às 11h30min o motor sofreu uma pane. Novamente a equipe de manutenção foi acionada e às 16h30min, o equipamento voltou a funcionar.

Para espanto de todos, o motor sofreu uma segunda pane. Já escuro, os presos iniciaram uma algazarra dentro das celas, gritando e batendo nas grades, como forma de protesto. Perto das 21h, o conserto foi concluído.

Em razão desse descontentamento dos presos, todos os agentes penitenciários foram chamados, sendo necessário o apoio da Brigada Militar, no sentido de prevenir e fazer a segurança externa, inclusive.

Com uma notícia falsa veiculada nas redes sociais, muitos parentes e amigos começaram a ligar para os agentes e para o presídio, alarmados pelo boato, alguns deles indo até a frente do presídio querendo saber notícias.

A direção esclarece que a situação é normal, que há energia elétrica, não há feridos e ninguém saiu das celas. O que houve foi, tão somente, o protesto dos presos em razão da falta de luz, ocasionada pelo temporal e por duas panes no gerador da casa prisional.

O conserto por parte da CEEE está mais demorado em razão de o presídio estar situado em uma região considerada rural, e a companhia estar priorizando os atendimentos urbanos, ou seja, cabos e estruturas da rede elétrica que foram danificados não possuem previsão de manutenção.

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere nos ajudar desabilitando o adblocker no seu navegador.