NOTÍCIAS

Servidores do Poder Judiciário entrarão em greve

Conforme nota enviada à nossa reportagem, em Dom Pedrito, servidores irão aderir ao movimento a partir da próxima terça-feira.

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

Confira o documento:

Somos nós, Oficiais Escreventes e Oficiais de Justiça, os responsáveis por toda a demanda do Judiciário Gaúcho, que há 11 anos é considerado o melhor Judiciário do Brasil; somos nós que movimentamos os processos, cumprimos os despachos dos Juízes, fazemos alvarás de medicamentos e de alimentos, fazemos as citações e intimações, mandados de prisão, alvarás de soltura, atendemos balcão e telefone (advogados e partes), cumprimos audiências, etc.

Pauta de reivindicações:

* O principal motivo é a ameaça de extinção de cerca de cinco mil cargos de Oficial Escrevente, por projeto da Assembleia Legislativa. Se este projeto for aprovado mais de 3.500 Oficiais Escreventes ficarão no “limbo”, sem perspectiva de valorização e crescimento profissional;

* Estamos também reivindicando um plano de carreira, assim como os técnicos judiciários terão, haja vista que a proposta de extinção pelo Tribunal não prevê nada a respeito;

* Nós, Oficiais Escreventes e Oficiais de Justiça estamos, há mais de 5 anos, com os salários congelados, e ao contrário do que a imprensa divulga, o aumento de 16,38% (de Janeiro/2019), somente Juízes foram beneficiados.

*Sofremos ainda com o afastamento de inúmeros servidores por motivos de saúde e não há políticas de prevenção ou tratamento para evitar essas situações;

* Equiparação ao auxílio-alimentação dos Juízes, pois estes percebem o dobro do que recebemos;

* A correção do auxílio-condução dos oficiais de justiça, extremamente defasados;

A greve será por tempo indeterminado e nesse tempo somente os casos de urgência serão atendidos!

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere nos ajudar desabilitando o adblocker no seu navegador.