- DestaquesNOTÍCIAS

Policial militar morre em confronto com criminosos na zona sul de Porto Alegre

Soldado foi atingido na Praça Guia Lopes, chegou a passar por atendimento no Hospital de Pronto Socorro (HPS), mas não resistiu

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

Um soldado da Brigada Militar morreu com um tiro na cabeça após confronto próximo à Avenida Teresópolis, na zona sul de Porto Alegre, por volta das 3h15min desta quarta-feira (10). A informação inicial é de que houve uma abordagem a criminosos que estavam em um veículo Fiesta roubado.

O policial foi atingido na Praça Guia Lopes, chegou a passar por atendimento no Hospital de Pronto Socorro (HPS), mas não resistiu. Ele foi identificado como Gustavo de Azevedo Barbosa Júnior, 26 anos.

— Sabemos que nosso serviço é pesado e complicado, enfrentamos criminosos que muitas vezes não têm nada a perder. Infelizmente, mais um policial foi morto em confronto — disse o comandante de Policiamento da Capital, tenente-coronel Rodrigo Mohr Picon, que afirmou ainda que o soldado Barbosa Júnior havia ingressado recentemente na corporação. 

A BM faz buscas na região a três criminosos que fugiram a pé e deixaram o veículo roubado no local. Uma mulher, de 23 anos, que supostamente estaria com o trio, foi levada para prestar depoimento. 

A Polícia Civil analisa imagens de câmeras de monitoramento que teriam registrado o crime. O veículo Fiesta havia sido roubado por volta das 20h da terça-feira (9) na Rua  Álvaro Guterres.

Terceira morte em duas semanas

Em 26 de junho, outros dois policiais morreram em confronto com criminosos em Porto Alegre.  Rodrigo da Silva Seixas, 32 anos, e Marcelo de Fraga Feijó, 30 anos, entraram em um beco da Rua Paulino Azurenha, no bairro Partenon, para uma abordagem de rotina e foram recebidos a tiros.

Os policiais, que faziam parte do 19º Batalhão de Polícia Militar (BPM), não resistiram e morreram durante atendimento médico.

Homenagens ao PM

Em uma rede social, o governador Eduardo Leite lamentou a morte do soldado. “Com tristeza, apresento minha solidariedade à sua família e aos seus colegas da nossa valorosa Brigada. Os criminosos não ficarão impunes”, escreveu.

 

Também no Twitter, o vice-governador e secretário da Segurança do RS,Ranolfo Vieira Júnior, prestou condolências à família do PM. “Não vamos esmorecer, seguiremos firmes no combate ao crime”, postou.

 

O perfil oficial da Brigada Militar também se manifestou sobre o crime. A corporação lembrou que “ainda tenta se recuperar da perda de colegas no final do mês passado” e que “amanhece enlutada mais uma vez”.

 

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere nos ajudar desabilitando o adblocker no seu navegador.