- DestaquesNOTÍCIAS

Polícia Civil divulga nota sobre operação Santa Rita

Corpo de Vera Lúcia Severo Lemos foi encontrado no início da madrugada desta quarta-feira

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

Confira na integra a nota divulgada pela Polícia Cívil sobre a Operação Santa Rita, que encontrou o corpo de Vera Lúcia Severo Lemos, desaparecida desde abril do ano passado:

O corpo de Vera Lúcia Severo Lemos foi encontrado enterrado na casa de seu ex-companheiro na madrugada do dia 15/05/2019. Vítima de feminicídio, Vera Lúcia estava desaparecida desde abril de 2018.

No entanto, o seu desaparecimento só foi comunicado a Polícia Civil em junho do mesmo ano, quando foi deflagrada a Operação Santa Rita, visto que Vera Lúcia acabara de dar à luz e, a princípio, não abandonaria seu filho.

Durante as investigações surgiram indícios de que seu ex-companheiro e suposto pai da criança, poderia ser o responsável por seu desaparecimento.

Em cumprimento de mandado de busca na casa do acusado foi apreendido um canivete com vestígios de sangue, que fora encaminhado ao Instituto Geral de Perícias para exame, sendo constatada a presença de sangue humano.

Na casa, os policiais civis observaram a construção às pressas de um novo cômodo. Assim, foi representado por novo Mandado de Busca e Apreensão solicitando autorização judicial para escavação da área, onde de fato estava o corpo de Vera Lúcia em avançado estado de decomposição, mas ainda portando a pulseira que comumente usava e que ajudou em sua identificação.

Entenda o caso:

A família da vítima reside na zona rural do município de Dom Pedrito e era comum ficarem vários dias sem contato com Vera Lúcia, que morava na cidade, só procurando ajuda policial quando a demora no contato se tornou demasiada, além do fato da criança, após o nascimento, ter sido internada em um município vizinho, fazendo com que Vera Lucia precisasse se deslocar periodicamente à cidade de Bagé.

A confirmação da existência de sangue humano no possível instrumento causador da morte chegou ao conhecimento no início do ano de 2019. Assim, foram solicitadas as devidas autorizações judiciais e montada uma grande operação deflagrada na noite de ontem (14) que contou com equipes do Instituto-Geral de Perícias (IGP) de Bagé e Santana do Livramento, Corpo de Bombeiros de Santa Maria e Dom Pedrito e do Exército Brasileiro por meio da 3º Companhia de Engenharia de Combate Mecanizada.

 A ação foi cuidadosamente planejada por se tratar da destruição de parte de uma residência e, além da escavação, foi previamente realizada perícia técnica especializada em detecção de vestígios de sangue. A Operação Santa Rita contou com uma série de investigações, visto que durante a apuração do caso foi cogitada a hipótese de Vera Lúcia ter desaparecido na cidade de Bagé, já que era o último lugar em que havia sido vista.

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere nos ajudar desabilitando o adblocker no seu navegador.