- DestaquesNOTÍCIAS

Julgamento do Caso Lucas – Acompanhe aqui

Réus prestaram seus depoimentos

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

Os primeiros momentos do julgamento de Alex Mena Lencina e Aírton Willian de Oliveira Pimentel foram marcados pelo depoimento dos dois réus. Na platéia, parentes e amigos de Lucas Correa Perez, vestindo camisetas com sua foto e pedidos de justiça.

Os réus entraram no salão do júri e a denuncia foi lida. Alex deu sua versão dos fatos e sustentou a tese de que não matou a vítima, mas sim, teria batido com o retrovisor nela. Que trafegava normalmente pela Rua Julio de Castilhos, momento em que Airton Willian teria passado rapidamente por ele. Alex, então, faz o retorno e vê o corpo da vítima no chão. Muito emocionado, revelou como teria descoberto que não era ele que havia matado Lucas, e que teoricamente seria outra pessoa (Airton Willian). Falou que tem a consciência tranqüila

Marcio Trojahn |

Na seqüência, o Promotor de Justiça Leonardo Giron também fez alguns questionamentos.

Depois foi a vez de Airton Willian entrar no Salão do Júri. Mais uma vez, o réu foi interrogado pelo juiz. Airton Willian deu sua versão dos fatos, disse que se chocou somente contra a bicicleta. Que fugiu do local porque não tinha CNH – Carteira Nacional de Habilitação, mas que não estava participando de um “racha”. Disse que trafegava pela via quando Alex passou rapidamente por ele e um forte barulho (provavelmente do impacto da camionete de Alex batendo na vítima) e que depois bateu na bicicleta. Falou que se apresentou na delegacia no outro dia e fez um Boletim de Ocorrência.

O promotor de Justiça tomou a palavra e mais uma vez se dirigiu ao réu. Dr. Leonardo Giron apresentou algumas informações e expôs algumas contradições, como a data que ele teria ido até a delegacia, e relembrando alguns fatos apurados na época através do inquérito. Seu advogado também fez algumas perguntas. Jurados também fizeram perguntas ao réu.

Marcio Trojahn |

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere nos ajudar desabilitando o adblocker no seu navegador.