- DestaquesNOTÍCIAS

Armando Trindade Gomes é condenado a quatorze anos de reclusão em regime fechado

Réu foi considerado culpado pelo assassinato de Leonardo Júnior Rodrigues Machado ocorrido em julho de 2017

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

Ocorreu nesta quarta-feira (07), o primeiro júri do mês de novembro. O réu Armando Trindade Gomes, foi julgado pelo homicídio de Leonardo Júnior Rodrigues Machado. O crime ocorreu no dia 01 de julho de 2017, na Rua Bento Gonçalves, Bairro Getúlio Vargas. O magistrado Luis Filipe Lemos Almeida presidiu o julgamento. O Promotor de Justiça, Leonardo Giron, foi responsável pela acusação do Ministério Público, já o réu Armando Trindade Gomes, teve sua defesa realizada pelo Defensor Público Rafael Silveira Dourado. Os trabalhos tiveram início na parte da manhã, quando o Juiz da 1ª Vara da Comarca de Dom Pedrito, Luis Filipe Lemos Almeida, disse aos jurados e aos presentes, como o júri iria funcionar. Logo em seguida, foram sorteados os jurados, e posteriormente o início do julgamento.

Inicialmente, duas testemunhas prestaram depoimento, logo na sequência foi a vez do réu prestar seus esclarecimentos sobre o crime. Após esta primeira etapa, o Promotor de Justiça, Leonardo Giron, tomou a palavra e explanou durante 1h30, onde descartou a tese de legítima defesa e mostrou para os jurados sua convicção sobre o crime cometido naquele dia, pedindo a condenação do acusado. Ainda no final da manhã, foi a vez da defesa. O defensor Rafael Dourado, iniciou dizendo que no país existentem leis e que são plenamente cumpridas, concordando no entanto que podem não ser aquelas que todos gostariam. Ao final, os jurados decidiram pela condenação por homicídio qualificado de Leonardo Júnior Rodrigues Machado. Armando Trindade Gomes deverá cumprir quatorze anos de reclusão em regime fechado.

O crime

No dia 01 de julho de 2017, ocorreu uma tentativa de homicídio em um bar localizado na rua Bento Gonçalves, em Dom Pedrito. Leonardo Júnior Rodrigues Machado, 23 anos, levou um tiro na cabeça. Segundo boletim de ocorrência, a mãe da vítima foi informada que seu filho havia sido baleado e foi até o bar, quando encontrou Leonardo já caído. Na oportunidade o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) socorreu a vítima, que havia perdido muito sangue. Ja a Brigada Militar e Polícia Civil ouviram algumas testemunhas no local e identificaram o autor do disparo, que de acordo com os policiais já tinha antecedentes criminais. O acusado estava foragido, mas a polícia continuou realizando buscas. Já Leonardo foi levado em estado grave e recebeu atendimento médico na Santa Casa de Dom Pedrito.

Dois dias depois, Armando Trindade Gomes, foi preso em casa pela Polícia Civil. Após foi encaminhado ao Pronto Socorro, e posteriormente ao Presídio Estadual de Dom Pedrito, pois o mesmo estava com um mandado de prisão preventiva decretado pelo Poder Judiciário, quando o Juiz de Direito da 1ª Vara da Comarca local atendeu prontamente a representação de prisão preventiva apresentada pela delegada Daniela Barbosa de Borba, diante das investigação dos policiais de Dom Pedrito.

Notícias relacionadas

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere nos ajudar desabilitando o adblocker no seu navegador.