NOTÍCIASVARIEDADES

Conheça aqui seis fatos sobre a inteligência artificial

Você provavelmente já ouviu falar em Inteligência Artificial (IA). O conceito não é novo e está em voga desde a década de 1950. Durante muito tempo, essa tecnologia foi tratada em livros e filmes como algo extremamente futurista, e até mesmo arriscado, como no sucesso do cinema “O Exterminador do Futuro”.

As previsões pós-apocalípticas não se confirmaram, mas a inteligência artificial já faz parte de nossas vidas das mais variadas formas. Ela influencia aquilo que vemos em nossas redes sociais, o que assistimos na Netflix, e ajudam as empresas a otimizarem suas operações e reduzirem custos.

1. Qual é a relação entre Algoritmos e Inteligência Artificial?

Os algoritmos são a base de qualquer software — seja um programa sofisticado ou um simples aplicativo, todos eles são projetados tendo como base um algoritmo.

Mas o algoritmo não é uma linguagem de programação?

Não! Um algoritmo nada mais é do que uma sequência lógica, estruturada para a resolução de um problema. Eles podem ser criados até com papel e lápis, por exemplo, de forma esquemática para depois serem transcritos em múltiplas linguagens de programação e serem interpretados por PCs, tablets, smartphones, smart TVs e outros aparelhos com poder de processamento.

2. Quais são as principais tecnologias que utilizam a Inteligência Artificial?

A Inteligência Artificial não gira em torno apenas de um conceito, ela é uma espécie de guarda-chuva tecnológico, que tem sua influência, afetando várias tecnologias que utilizam o IA como base. Conheça a seguir 3 tendências tecnológicas.

Deep Learning

O Deep Learning — aprendizagem profunda, em tradução literal para o português — é uma tecnologia que foi desenvolvida com o intuito de fazer um sistema funcionar de forma semelhante aos neurônios humanos.

A técnica utilizada no Deep learning é a Rede Neural, que consiste em portas lógicas comandadas por algoritmos que aprendem por tentativa e erro. Toda vez que uma ação recebe uma resposta positiva, a porta por onde ela saiu ganha um ponto. O objetivo é que a rede se aperfeiçoe ao ponto de os acertos ficarem bem mais frequentes do que os erros.

Smart Data Discovery

Essa tecnologia é uma das preferidas dos gestores e empreendedores. A Smart Data Discovery consegue juntar uma gama de dados e gerar relatórios automaticamente. Ela permite a automação e redução de erros, por fazer uma análise técnica e fria — uma análise feita por um humano, por exemplo, poderia vir carregada de pontos de vista pessoais e com interferências de fatores externos, como fadiga ou estresse.

Análise Preditiva

É uma tecnologia ligada à Inteligência Artificial, que se baseia em estatística e probabilidade. O algoritmo analisa um gama de possibilidades associadas a um evento e faz uma previsão sobre um possível acontecimento. Os sites de vendas utilizam muito essa técnica, o software analisa quais foram as últimas aquisições de um determinado cliente e, baseado nelas, envia ofertas com possíveis produtos que o consumidor potencialmente compraria.

3. A Inteligência Artificial é a base do Machine Learning?

Sim! O Machine Learning, ou aprendizado de máquina, na tradução literal, é a tecnologia que utiliza a Inteligência Artificial tendo como foco o aprendizado autônomo de um software, sem que haja a interferência humana. Com a tecnologia, o programa busca soluções em padrões ou por cruzamentos de dados, sendo o aprendizado: supervisionado, não supervisionado e por reforço.

Um bom exemplo de aplicação do Machine Learning são as sugestões de filmes e séries que a Netflix faz para seus usuários. Essas sugestões são feitas por algoritmos que analisam os últimos programas que a pessoa assistiu e exibe sugestões que tenham um estilo parecido. Outro exemplo é o algoritmo do Facebook, que seleciona as postagens que passarão por sua timeline, baseado nos amigos e assuntos com os quais você mais interage.

4. A Inteligência Artificial otimiza o desempenho de empresas?

Como sabemos, é quase impossível gerir uma empresa sem uma boa estrutura de TI. A Inteligência Artificial está presente em todas as escalas corporativas, das empresas de grande porte às microempresas. Abaixo você verá alguns dos principais benefícios que a IA pode trazer para os gestores. Acompanhe.

Mais precisão nas operações

Um sistema dotado de Inteligência Artificial executa determinadas tarefas com mais precisão do que os humanos, pois não são suscetíveis a pressão psicológica, cansaço, falta de concentração e outros componentes externos. Mas não se preocupe! Isso não representa o fim dos empregos, ainda. Essa tecnologia é utilizada apenas em tarefas pontuais, sendo que algumas ainda precisam de uma supervisão humana.

É de extrema importância que o programa seja bem desenvolvido para a sua finalidade. Um bom exemplo é o software do Google, que consegue fazer análises de exames e diagnosticar o câncer com mais precisão do que um humano.

O programa foi desenvolvido para identificar câncer em imagens de alta resolução do corpo de pacientes e consegue diagnosticar qualquer tipo de câncer em imagens digitais com 89% de precisão, enquanto médicos especialistas têm média de 73%, nas mesmas condições de análise. É claro que o programa não substitui o profissional, mas aprimora muito os resultados.

Automação de processos

A possibilidade de automatizar decisões e processos é talvez a vantagem mais marcante do uso da Inteligência Artificial nas empresas — produção de relatórios, cálculos tributários etc. Esse benefício elimina tarefas repetitivas que tomam muito tempo, liberando os colaboradores para atividades em que possam focar no desenvolvimento de produtos ou serviços.

Gerenciamento de dados

Outra função importante da IA no gerenciamento empresarial é a coleta e análise de dados. Essa atribuição ajuda na obtenção de relatórios precisos que contribuem para uma melhoria contínua. Existem softwares no mercado que são capazes de pegar dados aleatórios, separá-los por padrão e gerar relatórios precisos sobre os mais variados setores da empresa.

Melhora a experiência do cliente

A Inteligência Artificial não beneficia a sua empresa internamente, mas também impacta diretamente os seus clientes. Quando a empresa tem automação de processos, o consumidor é atendido mais rápido. Uma boa análise de dados também facilita a vida dos clientes e a precisão nas operações propicia produtos com menores margens de erro.

5. O que é Linguagem Natural?

Uma das principais metas dos desenvolvedores em relação à Inteligência Artificial é o aprimoramento da capacidade da máquina em se comunicar por linguagem natural. O computador deve ser capaz de interpretar, entender e aprender as variações das linguagens humanas, como o Português ou Francês, por exemplo.

Com a grande quantidade de dados que estão sendo produzidos atualmente, as máquinas têm que estar capacitadas para analisar, tanto os dados em formato de áudio como os de textos, e estruturá-los em informação inteligível a humanos.

6. A Inteligência Artificial é uma aliada da Internet das Coisas?

Sim! Internet das coisas ou internet of things(IoT), em inglês, como o próprio nome sugere, é uma tecnologia que se refere aos objetos conectados à web e a outros objetos. O termo não se refere apenas aos itens convencionais com os quais estamos habituados — smartphone, tablet, notebook, desktop e smart TV.

No espectro da Internet das Coisas, a tecnologia vai muito além dos aparelhos convencionais. Ela já alcançou aparelhos que antigamente nem eram cogitados na revolução tecnológica. As casas inteligentes, por exemplo. Nelas quase todos os objetos estão conectados entre si e com a web: geladeira, fogão, fornos, lâmpadas, sistema de som e vídeo, ar-condicionado etc.

A conexão desses objetos permite um aumento na eficiência de suas funções, podendo até antecipá-las — os termostatos inteligentes, por exemplo, ao detectarem uma temperatura extrema, podem acionar o aquecedor ou ar-condicionado antes do dono da casa chegar, utilizando como referência a posição do carro do proprietário via GPS.

A Internet das Coisas também está sendo utilizada em melhorias urbanas, como os ônibus — eles permitem que os passageiros saibam exatamente onde os coletivos estão e quanto tempo demorarão para chegar ao ponto.

A Inteligência Artificial veio para ficar e já faz tempo que deixou de ser coisa de filme de ficção científica. Ela está nos carros, nas empresas, nas casas e até no seu bolso. Se você ainda não utiliza um sistema inteligente em sua empresa, está correndo um sério risco de ficar atrás da concorrência.

Ver mais

Notícias relacionadas

Close

Adblock detectado

Por favor, considere nos ajudar desabilitando o adblocker no seu navegador.