NOTÍCIAS

Atendendo a pedido da Farsul e Federarroz, BB prorroga parcelas do custeio do arroz

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do nosso Portal de Notícias em qualquer meio de comunicação (eletrônico ou impresso) sem autorização da Qwerty. As regras têm como objetivo proteger o investimento que realizamos na qualidade do nosso jornalismo.

O Banco do Brasil, atendendo pedido da Farsul e Federarroz, concordou em prorrogar as parcelas do custeio do arroz de 2017 vencidas no final de janeiro, e as vincendas no final de fevereiro, para junho próximo. A prorrogação é opcional.

Segundo o presidente do Sistema Farsul, Gedeão Pereira, a prorrogação é um mecanismo para que o produtor não precise vender o arroz a preços muito baixos para o pagamento das dívidas. “É um procedimento para que o produtor não force ainda mais o mercado. A oferta está muito grande, e é isso que determina o preço. Estamos trabalhando para que o preço não caia abaixo do mínimo de 36 reais”, explica Pereira.

As agências do Banco do Brasil começarão a receber as informações da diretoria do banco a respeito da prorrogação na próxima semana. Os produtores que tiverem dúvidas podem entrar em contato com a Farsul.

Fonte: Imprensa Sistema Farsul

Ver mais

Notícias relacionadas

Close

Adblock detectado

Por favor, considere nos ajudar desabilitando o adblocker no seu navegador.