NOTÍCIAS

Direção da Cotrijuí emite nota de esclarecimento sobre situação financeira da cooperativa

Textos, fotos e vídeos do Portal Qwerty estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, sendo vedada a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia.

Na manhã de ontem (11), uma publicação do Jornal do Comércio referente à situação econômica da Cooperativa Agropecuária e Indústria LTDA (Cotrijuí) foi amplamente discutida no município e recebida com preocupação pela comunidade pedritense. De acordo com a publicação, ao contrário de outras cooperativas agrícolas que entraram em liquidação judicial nos últimos anos e venceram a crise (ou estão superando), a Cotrijuí segue enfrentando problemas e ameaças. Paira sobre o horizonte da cooperativa, por exemplo, a possibilidade de ter sua sede, em Ijuí, ocupada por produtores descontentes com a atual gestão.

Diante disso, agricultores da cidade de Ijuí decidiram criar um grupo composto pelos próprios produtores com o nome “Cotrijui/Recuperação”. Esse grupo pretende ocupar a sede da cooperativa caso produtores que depositaram grãos nos armazéns gerais não recebem até a próxima segunda-feira (15) os valores em atraso há cerca de três meses.

Diante dessa notícia, a reportagem da Qwerty Portal de Notícias entrou em contato com a direção da Cotrijuí para levantar informações referentes à situação financeira da cooperativa em Dom Pedrito. Em contato telefônico com o presidente da Cotrijuí, Eugênio Frizzo, ele afirmou que a direção está empenhada na recuperação econômica da cooperativa. Quanto a Dom Pedrito, Frizzo se comprometeu a emitir um panorama referente à unidade.

Leia abaixo a nota enviada à reportagem:

Nota de esclarecimento

Aos associados da Cotrijuí – Cooperativa Agropecuária e Indústria LTDA e à população em geral.

“É pública e notória a grave situação da crise vivida pela cooperativa, motivada por dívidas acumuladas nos seus últimos 25 anos. A gestão atual assumiu a direção da cooperativa no ano de 2013, já com a crise instalada, e trabalha atualmente de forma incessante e com firmeza na busca de equacionar e saldar as dívidas existentes, assim como manter plenas as suas atividades econômicas e sociais, as quais fazem parte do objetivo da cooperativa e do próprio cooperativismo.

Nesse contexto de elevada dívida, com patrimônio comprometido, reduzido acesso a linhas de crédito e constantes penhoras de valores e do próprio patrimônio, o fluxo de caixa operacional da cooperativa está passando por uma situação  de reprogramação, decorrente disso alguns atrasos e adiantamentos de datas de pagamentos aos associados, funcionários e fornecedores.

Contudo, a situação permanece sob controle absoluto de sua direção, que toma diariamente medidas de saneamento e reestruturação da cooperativa, no intuito de brevemente normalizar o seu fluxo de caixa.

Conclamamos aos associados, fornecedores e colaboradores que continuem se posicionando ao lado da cooperativa, como sempre fizeram, pois apenas juntos poderemos atravessar esta fase e retomarmos as atividade normais da cooperativa.

Reafirmamos que a direção está atenta aos fatos que estão ocorrendo fora do ambiente cooperativista, que de forma alguma, contribuem para solucionar os problemas da Cotrijuí e espera a compreensão e colaboração de todos os seguimentos da sociedade civil e parceiros para juntos mantermos a Cotrijuí ativa e participativa no desenvolvimento de todos os município e localidades onde desenvolve suas atividades.

O trabalho da direção está centralizado e focado na busca de arternativas econômicas que levem novamente a cooperativa ao equilíbrio financeiro sustentável”.

Ijuí, 11 de janeiro de 2018

Eng, Eugênio Frizzo – Presidente/Liquidante

 

Notícias relacionadas

Close

Adblock detectado

Por favor, considere nos ajudar desabilitando o adblocker no seu navegador.