Prazo para parcelamento do IPVA 2018 encerra dia 31 de janeiro

    Encerrada a etapa de pagamento antecipado do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), referente a 2018, iniciou no dia 3 de janeiro o prazo para o contribuinte interessado em parcelar o imposto em até três vezes ou quitar com descontos que podem alcançar 22,4%. A data-limite para ambas as situações termina no dia 31 deste mês. No caso do parcelamento, até esta data é preciso pagar a primeira prestação.

    Ao todo, 891.144 motoristas se valeram do desconto máximo de 24,73% que se encerrou nessa no dia 2 de janeiro. O que representa 24,5% da frota que precisa recolher o tributo (3.643.682). A arrecadação do IPVA 2018 superou a meta inicial estabelecida pela Receita Estadual e fechou em R$ 719 milhões. Apenas no último dia de redução máxima antes da variação da Unidade de Padrão Fiscal (UPF) de 2,94% foram 338.262 veículos que pagaram o IPVA 2018, chegando a um recolhimento de R$ 272 milhões. Metade do valor é repassado de maneira automática para as prefeituras gaúchas conforme o município de licenciamento do veículo.

    Parcelamento

    Para alcançar o desconto máximo de 22,4% agora no mês de janeiro, o contribuinte terá que seguir somando as vantagens dos programas do Bom Motorista e do Bom Cidadão.  Os condutores que não receberam multas nos últimos três anos, terão dedução de mais 15% – para quem não foi multado há dois anos, o índice é de 10% e quem ficou um ano sem infrações, o abatimento é de 5%. O desconto do Bom Cidadão, por sua vez, dará aos proprietários de veículos que acumularam no mínimo 100 notas fiscais no programa Nota Fiscal Gaúcha mais 5% de desconto, válidos para pagamentos antecipados ou não.

    Caso optar pelo parcelamento, o proprietário do veículo precisará pagar a primeira parcela até 31 de janeiro – as duas subsequentes serão em fevereiro (até o dia 28) e março (dia 29). Os descontos são de 3% para a primeira parcela, 2% para a segunda e 1% para a terceira.

    Serviço

    Quem paga? Todos os proprietários de veículos automotores fabricados a partir do ano de 1999.

    Como pagar? Para quitar o imposto, o proprietário deve apresentar Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV). Junto com o IPVA, é possível pagar o seguro obrigatório (DPVAT – cujo valor ainda não foi divulgado pela Susep), taxa de licenciamento e multas de trânsito.

    Onde pagar? Desde 13 de dezembro, no Banrisul, Bradesco, Santander, Sicredi, Caixa (loterias) e Banco do Brasil (somente para clientes).

    Fonte: Governo RS