Blitz educativa na Semana Nacional do Trânsito busca conscientização dos condutores

    Começou ontem, segunda-feira (18), a Semana Nacional do Trânsito. Este ano o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) definiu como tema a ser trabalhado pelos órgãos do Sistema Nacional de Trânsito e pela comunidade “Minha escolha faz a diferença no trânsito”. Na manhã desta terça-feira (19), uma blitz educativa, no semáforo da rua Barão do Upacaraí, com participação do Executivo, escola municipal Alcides Maia, CFC Fênix, Frente Parlamentar do Trânsito Seguro – Legislativo – e movimento Maio Amarelo, objetivou conscientizar motoristas sobre os cuidados necessários no trânsito.

    Para o coordenador do Núcleo de Trânsito e Segurança Pública, Flávio Augusto Cunha, estas ações são importantes para evitar a ocorrência de acidentes, embora avalie que os condutores tem-se mostrado cada vez mais “apressados” no trânsito pedritense.

    A diretora do CFC Fênix, Kátia Moraes, comenta que a ação alusiva à Semana Nacional do Trânsito, observando que em dois acidentes ocorridos no final de semana – ambos na rua de Castilhos, onde, no primeiro, um motociclista ficou ferido, enquanto o outro deixou uma vítima fatal – onde as escolhas, de fato, fizeram a diferença. “Esses não foram os únicos acidentes. Nós dependemos uns dos outros (no trânsito), ninguém toma ‘vacina’ para ficar imune contra acidentes. Que as pessoas não se conscientizem apenas quando um acidente ocorre com um membro da família ou um amigo”, disse Kátia.

    O coordenador do Movimento Maio Amarelo no município, Alex Moreira, pontua que o assunto trânsito tem tido mais destaque com o trabalho desempenhado pelo movimento. “Para que o assunto trânsito não chegue às famílias apenas no caso de acidentes”, salienta Alex.

    O vereador Ricardo Schluter (PMDB), que instituiu a Frente Parlamentar do Trânsito na Câmara de Vereadores, enfatiza que este tema deve ser trabalhado a longo prazo. “Promovemos ações e palestras com profissionais da área, são pequenas sementes que temos plantado. Como disse, o trânsito é algo a ser trabalhado a longo prazo. Ainda não há uma percepção na comunidade, mas vemos o esforço através do Movimento Maio Amarelo”.

    Alunos do 9º ano da escola municipal Alcides Maia também participaram da ação. A diretora do educandário, Joelma Zanolete, conta que os alunos passam por capacitações junto a ONG Parceiros Voluntários, portanto, eles trabalham em outras questões, como malefícios do uso de drogas, gravidez na adolescência, entre outros.


    Warning: A non-numeric value encountered in /home/qwerty/www/wp-content/themes/newspaper-original/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009