Dom Pedrito pode ter o homem mais velho do mundo; seu Santos tem 116 anos e esbanja lucidez

Dom Pedrito pode ter o homem mais velho do mundo. Informamos que “pode”, pois uma reportagem divulgada pelo Portal G1, no último dia 11 de agosto, informava que um israelense que era considerado o homem mais velho do mundo, havia falecido aos 113 anos de idade. A notícia nos chamou a atenção após recebermos a informação do vereador Sérgio Roberto Vieira, de que no Asilo Major Alencastro da Fontoura residia um pedritense de 116 anos de idade.

Com base nesta informação, fomos até o asilo na tarde de ontem (21) e conversamos com o administrador do local, Maneco Carrion Garcia, que confirmou a idade do homem e nos forneceu os documentos do idoso.

Nascido às 15h do dia 12 de Março de 1901, seu Santos Santana Afonso reside no Asilo há 28 anos, 7 meses e 21 dias. Filho de José Martins de Afonso e Amauricia Marques José de Afonso, seu Santos nasceu, conforme ele mesmo contou à reportagem, na cidade de Dom Pedrito e quando jovem trabalhou na zona rural do município.

No auge dos seus 116 anos e esbanjando lucidez, seu Santos não caminha mais e quando chegamos ao quarto onde ele passa seus dias, seu Santos não perdeu tempo e seguiu contando algumas histórias, fazendo com que suas lembranças viajassem das Três Vendas ao Ponche Verde, lembrando de bons amigos que fez no decorrer de sua vida, mas que como ele mesmo conta, já são falecidos.

Maneco conta que seu Santos é um dos únicos idosos do asilo que não necessita tomar remédios. “Alguns dias atrás que ele estava com uma gripe, aí ele precisou ser medicado, mas fora isso, ele não necessita tomar nenhum remédio e o que mais faz é comer bolachas o dia inteiro”, comenta o administrador do asilo.

Além disso, seu Santos gosta tocar sua gaita de boca e quando menos se espera, o silêncio do asilo dá lugar aos floreios do ‘jovem musicista’, que adora uma boa música. Encerramos a visita ao idoso e ele não para de contar suas histórias e relembrar sua juventude. “Ele gosta de uma visita e gosta ainda mais de conversar bastante”, conta Maneco.

Certamente vamos visitar mais vezes o seu Santos e desejamos que ele viva muito mais, com a mesma simpatia, alegria e disposição com que nos recebeu.


Warning: A non-numeric value encountered in /home/qwerty/www/wp-content/themes/newspaper-original/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009