Polícia Civil investiga morte de paciente que caiu de uma maca enquanto era transferido de quarto na Santa Casa de Dom Pedrito

Fotografia mostra eixo da maca danificado

A Polícia Civil está investigando a morte de um homem de 44 anos que caiu de uma maca na noite de ontem (27), na Santa Casa de Dom Pedrito. Acontece que, pouco tempo depois da queda, o homem veio a óbito.

O inspetor Lauro Telles explicou que o paciente estava sendo deslocado para outro quarto para ficar isolado, devido a sua enfermidade. Além disso, ele tinha um tumor na cabeça.

Durante o deslocamento para o local, em uma rampa, o paciente acabou caindo e batendo com a cabeça no chão. A queda, segundo Telles, pode ter sido devido a quebra de uma das rodas da maca, conforme análise do inspetor, que inclusive olhou as imagens das câmeras de monitoramento do hospital que não mostram exatamente o momento em que o homem caiu, mas mostram o deslocamento dos técnicos empurrando a maca pelos corredores da Santa Casa. Conforme o policial, as imagens não mostram nenhuma anormalidade. “Ele não estava se debatendo e não estava mal colocado na maca. As imagens mostram os técnicos conduzindo o paciente normalmente pelos corredores do hospital”, afirma.

Após a queda, o homem foi levado ao Pronto Socorro e posteriormente encaminhado à uma tomografia, que apontou que não houve evolução em seu quadro, em relação ao último exame que mostrou a existência do tumor.

Na manhã de hoje, o corpo do homem foi encaminhado à necropsia na cidade de Bagé. “O resultado desse exame vai dizer se há necessidade de uma investigação, pois, por exemplo, se houve alguma negligência por parte dos funcionários, eles podem vir a responder por uma lesão corporal seguida de morte, mas somente se houve negligência por parte deles. Se a causa da morte for em razão da quebra da roda da maca, aí, em tese, não existe crime”, explica Telles, não descartando a hipótese da morte do paciente ser em decorrência da enfermidade que ele já vinha enfrentando, pois de acordo com o inspetor, o homem já havia convulsionado antes de ocorrer a queda e já vinha passando por problemas de saúde.

A reportagem da Qwerty Portal de Notícias também falou com o provedor da Santa Casa, Luiz Carlos Moraes Costa, que ressaltou que não houve lesão evolutiva, conforme exames, e reforçou que os enfermeiros que transportavam o paciente andavam vagarosamente, tendo o defeito na maca ocorrido de forma repentina.


Warning: A non-numeric value encountered in /home/qwerty/www/wp-content/themes/newspaper-original/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009