Idoso acusado de maus tratos fala sobre o fato

    O acusado mostrou à reportagem local destinado, por ele, para que animais bebam água.

    Um fato que gerou bastante repercussão durante o dia de ontem (5), foi o episódio envolvendo um idoso de 80 anos, que desferiu diversos golpes contra um cachorro no bairro São Gregório. A Brigada Militar foi chamada devido a gravidade do fato e encaminhou o acusado para a delegacia de polícia.

    Após ser publicada nas redes sociais, a notícia teve uma grande repercussão de pessoas repudiando o ato do idoso, que trata-se de uma pessoa conhecida por um trabalho voluntário que realiza há muitos anos em Dom Pedrito, ser acusada de um crime contra um animal.

    Nesta quinta-feira (6), a família do idoso procurou a Qwerty Portal de Notícias para que ele pudesse dar sua versão dos fatos. O idoso relatou que, no dia de ontem, acordou cedo e se deparou com o animal deitado em um sofá que fica no pátio de sua casa. Conforme relatos dele, quando chegou perto do cachorro, o animal avançou e tentou lhe morder, momento em que o idoso, em ato contínuo, desferiu os golpes contra o animal, que acabou ficando desacordado. Foi então que ele colocou o cachorro dentro de um saco achando que o animal estivesse sem vida, momento em que a Brigada Militar chegou e se deparou com a situação, realizando, posteriormente, os procedimentos previstos em lei.

    O idoso disse que gosta de animais e agiu em ato reflexo. Ele ainda mostrou à nossa reportagem um local onde deixa água, em sua calçada, para que os cachorros de rua possam beber e um ‘prato’ onde deixa alimento para gatos que aparecem em sua residência poderem se alimentar.

    Arrependido do fato, ele afirmou, muitas vezes, durante entrevista, que agiu para se defender do animal, deixando claro que ele não é um bandido como a sociedade o taxou desde o dia de ontem pelas redes sociais. “Eu contribuo com a cidade realizando um trabalho voluntário há muitos anos e nunca me envolvi em nada disso”, complementou o idoso, que, junto com sua família, espera que os ânimos da sociedade se acalmem. “Eu amo essa cidade, pra mim Dom Pedrito é o melhor lugar do mundo”, finalizou o idoso.