Escola infantil registra casos de sarna

    Durante a manhã desta terça-feira (27), a reportagem da Qwerty Portal de Notícias recebeu informações de que um surto de sarna estaria ocorrendo na Escola Municipal de Educação Infantil Marli Cassol, localizada no Meu Norte. Fomos até o educandário e a informação foi parcialmente confirmada. Segundo o relato que recebemos, uma servidora do educandário precisou ser afastada para receber tratamento adequado.

    Conversamos com a diretora, Laura Cristina Antunes e ela confirmou a informação, salientando que a secretária de Educação, Melize Quadros Xavier, está ciente do problema. “Temos acompanhamento de uma enfermeira. Uma criança e uma atendente já estão em tratamento”, relatou Laura.

    “Geralmente os pais deixam as crianças na escola, sem termos conhecimento sobre este aluno. Só vamos descobrindo as coisas durante o dia”, disse a diretora. Os indícios apontam que a doença foi trazida por uma criança, embora os pais sejam devidamente advertidos sobre os cuidados que devem tomar para evitar este tipo de transtorno, conforme o relato de Laura à reportagem. Mas, muitas vezes, acaba sendo inócuo. Todo ambiente escolar foi higienizado para evitar o alastramento da doença.

    Saiba mais sobre a doença

    Segundo o Hospital Israelita Albert Einstein, a sarna é uma doença bastante contagiosa. É caracterizada principalmente pela coceira intensa. De fácil contágio, a sarna também é de fácil tratamento, embora os sintomas possam demorar um pouco para desaparecer completamente.

    A reportagem conversou com a chefe da Sala de Vacinas, Raquel Stochero, buscando apurar algumas recomendações para prevenir o contágio. Ela recomenda que os ambientes tenham boa limpeza, além do cuidado no contato com a pessoa infectada e não compartilhar toalhas e materiais de higiene.