Consepro não tem mais como atender os órgãos de segurança de Dom Pedrito

Tendo como principal objetivo ajudar os órgãos de segurança da comunidade, o Conselho Comunitário Pró-Segurança Pública (Consepro) de Dom Pedrito, não tem mais como prestar auxílio a tais órgãos, pelo motivo de falta de recursos.

O Consepro, que tem como presidente o empresário Marcos Brum, na data de hoje (21), teve que negar ajuda à Delegacia de Polícia do município, que solicitava a recarga de um tonner de impressora. Além disso, o conselho ainda tem como solicitação o conserto de uma viatura, porém, não tem dinheiro em caixa para realizar o conserto do veículo. O Consepro também é responsável pelo pagamento das taxas de energia elétrica das quatro câmeras de monitoramento do município, tendo um gasto mensal de mais de R$ 80,00.

Na tarde de hoje, a direção do conselho divulgou, através do portal da transparência do site do Consepro, que o débito atual que o conselho possui, é de R$ – 406,00. O órgão não recebe nenhuma ajuda há cerca de dois meses, conforme apurado por nossa reportagem. Sendo assim, infelizmente, quem perde são os órgãos de segurança e, em contrapartida, a comunidade pedritense.

Abaixo, veja os dados emitidos pelo portal da transparência do Consepro:


Warning: A non-numeric value encountered in /home/qwerty/www/wp-content/themes/newspaper-original/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009