Refeitório da Escola Anna Riet será finalmente inaugurado no dia 23

    O refeitório da Escola Municipal Rural Anna Riet Pinto teve transferida a data de sua inauguração para o dia 23 de junho, sexta-feira, às 11h30min, com almoço para os convidados servido após o ato inaugural.

    Desde o início desta semana, um grupo de mães de alunos do educandário, integrantes do CPM (Círculo de Pais e Mestres), vem entregando os convites oficiais em nome da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Smec), onde é destacado o “(…) tão sonhado refeitório, construído com a luta da comunidade, que conquistou junto à iniciativa privada os recursos necessários e teve o suporte da prefeitura de Dom Pedrito”.

    De fato, foi um grupo de senhoras da escola que obteve, junto a produtores rurais e empresas do agronegócio, as doações necessárias em materiais de construção para a obra. Por sua vez, a prefeitura de Dom Pedrito, que com seus operários, na administração passada, chegou a iniciar a construção com o apoio de militares da 3ª Companhia de Engenharia de Combate Mecanizada, mais tarde, por falta de efetivos próprios e também pelo fato de aquela unidade militar ter precisado retirar seus soldados da obra quando da incorporação de nova turma de recrutas, optou por terceirizar a construção.

    A terceirização da mão-de-obra, por sua vez, somente foi possível graças a uma emenda parlamentar ao orçamento do município, referente ao ano 2016, na ordem de R$ 40 mil, apresentada pelo então vereador Jorge Vogel e referendada pelos seus pares, isto em dezembro de 2015.

    Desta forma, em dezembro de 2016, foi licitada a mão-de-obra e contratada a empresa vencedora da concorrência, de nome Hendler Construtora e Engenharia, de Bagé, que deu início à obra na gestão anterior e a concluiu no presidente governo.

    Depois de vencidas todas as etapas e decorrido tão extenso período de tempo, as crianças da Escola Anna Riet, finalmente, ganharão seu novo refeitório, que realmente pode ser considerado como resultado de uma somatória de esforços da comunidade escolar com pessoas de boa vontade e uma exitosa parceria público-privada.

    Por: Silvio Bermann

    Jornalista – MTE 18.189