Restaurante é interditado em Bagé

    Divulgação/FS

    Em mais uma operação do grupo de Ações Integradas de Segurança Rural (Acinser) realizada ontem, em cinco estabelecimentos comerciais de Bagé, quatro deles no centro e um no bairro São Judas, foram apreendidos quase 30 quilos de produtos de origem animal e um restaurante interditado.

    O coordenador do grupo, Reni Dorneles, enfatiza que a interdição não é a meta das ações. “Buscamos equalizar a relação entre os valores pagos pelos consumidores e os serviços e produtos colocados à disposição pelos empresários – que sejam de melhor qualidade. O que se vê além das mesas é preocupante”, salienta.

    Dorneles explica que, nesta última operação do mês de maio, foram fiscalizados dois restaurantes, duas casas que comercializam carne assada e uma mercearia.

    “No centro da cidade foi interditado um restaurante por falta de alvarás e problemas sanitários. Faltava, também, a regularização por parte do Corpo de Bombeiros. No local, foi apreendido 29,3 quilos de produtos de origem animal, sem rótulos e produtos cozidos misturados com crus”, completa.

    De acordo com o coordenador, a Vigilância Sanitária ainda fez, em outros estabelecimentos, orientações quanto a limpezas periódicas nos utensílios e equipamentos, como consertar borrachas de portas de geladeiras, não deixar sobras nas máquinas de assar e não usar banheiro como depósito.

    A Secretaria de Meio Ambiente e Proteção ao Bioma Pampa (Semapa) efetuou três notificações para adequação junto ao órgão – envolvendo licenciamento e problemas de esgotos. O Serviço de Inspeção Municipal (SIM) fará os laudos dos produtos apreendidos.

    Já os representantes do Corpo de Bombeiros fizeram quatro notificações de regularização por infrações ou falta de Plano de Prevenção de Combate a Incêndio (PPCI). A Secretaria de Segurança e Mobilidade fiscalizou 29 veículos, autuando seis. Entre as infrações, falta de carteira nacional de habilitação (CNH) ou bloqueada e um recolhimento de veículo por atraso no IPVA.

    A Polícia Rodoviária Estadual abordou 30 veículos e autuou sete por infrações ao código de trânsito. A Secretaria de Economia, Finanças e Recursos Humanos averiguou 18 notas fiscais no transporte de mercadorias.

    O Pelotão de Operações Especiais (POE) da Brigada Militar realizou a segurança da operação, da qual participaram, também, agentes da Polícia Civil e Defesa Civil.

    Folha do Sul