Cristiano Vogado é pronunciado pela Justiça 57 dias após homicídio

    O Juiz da 1ª Vara da Comarca de Dom Pedrito decidiu na última terça-feira (16), pronunciar o réu Cristiano Silva Vogado, 28 anos. De acordo com a decisão do magistrado, Cristiano irá a Júri Popular em virtude do homicídio de Antônio Nicolau Chaves Rodrigues, de 54 anos, ocorrido no dia 21 de março deste ano. A pronúncia ocorre 57 dias após o homicídio ter ocorrido e demonstra a rapidez e agilidade em todo o processo de investigação da polícia, da denúncia proferida pelo Ministério Público e da decisão do Judiciário.

    Relembre o caso

    Um homicídio foi registrado na tarde de terça-feira, 21 de março de 2017, por volta das 13h, na rua Marechal Deodoro, bairro Santa Maria. Antônio Nicolau Chaves Rodrigues, de 54 anos, foi morto pelo enteado Cristiano Silva Vogado, 28, com quatro facadas – sendo duas na região do peito e duas na perna. Conforme boletim de ocorrência, logo após uma discussão, ambos entraram em luta corporal – momento em que aconteceu a morte da vítima, no pátio da casa onde morava.

    Cristiano foi preso em flagrante e admitiu ter matado o padrasto. Ele foi levado para a delegacia de polícia, onde prestou depoimento e depois foi encaminhado ao Presídio Estadual de Dom Pedrito, onde está à disposição da Justiça. Esse é o segundo homicídio do ano em Dom Pedrito. O primeiro aconteceu no dia 8 de janeiro, na mesma rua e no mesmo bairro.