Sindicância para apurar supostas irregularidades em compra de pneus é reaberta pelo Executivo

    Recentemente, o Executivo reabriu sindicância para apurar supostas irregularidades na compra de pneus, feita pela Secretaria de Saúde, durante a gestão passada. O caso veio a público em julho de 2015, quando a então vice-prefeita Adriana Torres Lara assumiu o Executivo, durante as férias do ex-prefeito Lídio Dalla Nora Bastos, e ordenou o afastamento do ex-secretário de Saúde Álvaro Raul Zanolete.

    Na época, conforme publicado pela Qwerty Portal de Notícias, o afastamento deveu-se após ordem dada pelo então ex-secretário que nenhum veículo da Saúde trafegasse até que se comprassem novos pneus, pois não haveria condições de trafegabilidade dos veículos com os pneus utilizados naquele momento, por serem velhos.

    Adriana alegou, na época, que “não podia aceitar a solicitação do secretário, porque os preços cotados por ele eram três vezes mais caros que os do pregão que irá (que iria, na época) acontecer nos próximos dias”.

    Chegou informação a reportagem de que a sindicância seria reaberta para investigar a situação. Na manhã desta quinta-feira (18), a procuradora do município, Valéria Brinhol, recebeu à reportagem e confirmou a informação. Ela explica que na época em que os fatos ocorreram, uma sindicância foi aberta, mas não houve conclusão. O processo atual é a continuação das investigações, observando os ritos legais.

    A procuradora explica que os envolvidos não são mais ligados a administração pública. As investigações, neste caso, servem dentro do ordenamento administrativo, mas se irregularidades forem apuradas, o Ministério Público, por exemplo, poderá responsabilizar os agentes apontados nas investigações.