Brigada Militar prende pedritense em Porto Alegre

    Ontem (16), os policiais militares do 4º RPMon de Porto Alegre, prenderam o pedritense Carlos Alberto Gonçalves de Oliveira, de 38 anos. De acordo com informações, o Juiz Antônio Carlos Ribeiro, da 1ª Vara de Execuções Criminais da Comarca de Erechim, havia expedido um mandado de prisão no dia 23 de março, no qual converte a pena restritiva de direito em pena privada de liberdade, com pena de reclusão de quatro anos em regime aberto. Ainda conforme mandado, o acusado estaria foragido do sistema, motivo pelo qual teve sua pena convertida.

    Segundo informações coletadas no site do TJRS, Carlos já foi condenado por porte de arma, em delito ocorrido em 10 de março de 2013, na cidade de São José do Rio Preto no Estado São Paulo, e duas ocorrências de furto, uma delas também na cidade paulista em julho de 2012, e a outra na cidade de Getúlio Vargas em novembro de 2013.

    O furto cometido na cidade de Getúlio Vargas

    No dia 27 de novembro de 2013, por volta das 13h, na Rua João Carlos Machado, em Getúlio Vargas/RS, os denunciados Miguel de Abreu Miranda e Carlos Alberto Gonçalves de Oliveira, subtraíram para si uma serra plaina, marca Eletric Planner, com acessórios e uma máquina de esmerilho, marca Milawake, de cor vermelha, com acessórios, bens avaliados em R$ 650,00 (seiscentos e cinquenta reais).

    Na ocasião, os acusados, observando que os bens encontravam-se desprotegidos, arrombaram o veículo GM Silverado, ingressaram no veículo e subtraíram os bens que lá se encontravam. Os bens posteriormente foram apreendidos, avaliados e restituídos às vítimas. Para a perpetração do crime, os denunciados agiram mediante concurso de duas pessoas, bem como, de forma a romper obstáculo para possibilitar subtração da coisa (auto de constatação de dano).