Órgãos públicos amanhecem fechados em função de manifestação no município

    O funcionalismo público realiza ato na manhã desta sexta-feira (28), na praça General Osório. A manifestação fechou setores públicos; apenas os serviços considerados essenciais estão em funcionamento. A manifestação geral convocada por centrais sindicais atinge todo Brasil. O prefeito Mário Augusto de Freire Gonçalves decretou ponto facultativo para que os servidores do município ficassem livres para participar dos atos.

    Na manifestação realizada no calçadão, os representantes sindicais (Municipários e Professores Municipais) protestaram contra diversos acontecimentos recentes no Brasil, entre os quais, a reforma trabalhista – que desregulamenta alguns pontos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) – e a reforma da Previdência – que amplia os anos necessários de contribuição para que o trabalhador se aposente. Após as manifestações na praça General Osório, foi realizada uma caminhada pela avenida Barão do Upacaraí.

    Durante o ato, estavam representantes dos sindicatos já nominados, além de servidores de empresas públicas, Universidade Federal do Pampa (Unipampa), bancos estatais e privados – embora o atendimento nas agências bancárias não tenha sido completamente paralisado – lembrando que hoje é o último dia para declaração do Imposto de Renda. As escolas municipais e estaduais não tiveram aula.

    Conforme informações, em relação ao município, apenas os cargos de chefia (secretários, chefes de setor e/ou coordenadores) estão trabalhando. A Câmara de Vereadores também amanheceu fechada.


    Warning: A non-numeric value encountered in /home/qwerty/www/wp-content/themes/newspaper-original/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009