Carta de intenções, assinada entre os executivos de Bagé e Dom Pedrito, busca solução para abastecimento na Serrilhada

    (Foto: Reprodução/Jornal Minuano)

    Os executivos de Bagé e Dom Pedrito parecem determinados a buscar uma solução para o abastecimento de água na localidade da Serrilhada, localizada cerca de 60 km da zona urbana de Dom Pedrito. Uma carta de intenções, assinada pelo prefeito Mário Augusto de Freire Gonçalves, além do prefeito de Bagé, Divaldo Lara e o intendente departamental de Riveral, Marne Osório, predetermina a colaboração entre os dois países, para que medidas, buscando solucionar o problema, sejam encontradas.

    Enquanto no lado uruguaio a água chega às torneiras, o lado brasileiro ainda carece pela falta de infraestrutura. Ao jornal Minuano, o prefeito de Bagé informou que a assinatura do documento será o início de uma parceria entre os dois países. “Com a formalização dessa intenção, sinalizamos o início de um processo que irá beneficiar mais de 300 pessoas”, afirma o prefeito.

    Em verdade, muitas famílias brasileiras são abastecidas informalmente pelos vizinhos uruguaios, conforme afirmou o cônsul uruguaio em Bagé, Mário Liori, assim, o caminho é a regularização da situação. Liori comenta que a Constituição Federal do Uruguai prevê o fornecimento de água por solidariedade, através do artigo 47. Para isso, é necessário que uma lei específica para a situação seja aprovada no parlamento uruguaio. E esse processo só será iniciado após os desdobramentos no Brasil.

     


    Warning: A non-numeric value encountered in /home/qwerty/www/wp-content/themes/newspaper-original/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009