Santana do Livramento: Idoso morre em incêndio nas proximidades da BR-293

    (Fotos: Ralph Quevedo/Sentinela 24h)

    Na manhã desta segunda-feira (24), os Bombeiros e a Brigada Militar foram acionados para atender uma ocorrência de incêndio na estrada do Passo do Mingote, quase no trevo da BR-293, em Santana do Livramento.

     Ao chegar ao local, os militares encontraram dificuldades, pois o acesso até a residência teria que ser feito a pé, em uma trilha de mais de 100 metros dentro de mato onde o caminhão dos Bombeiros não conseguia chegar. Quando os Bombeiros chegaram a casa, o morador da residência, Carlos Maneiro, estava no quarto, desacordado. Ao ser levado para longe das chamas, fora da casa, foi identificado que a vítima já estava morta.

    Segundo o vizinho de Carlos, uma das primeiras pessoas a chegar ao local, tudo começou quando o dia nem estava claro ainda, “era 5h 30min da manhã quando ouvimos estampidos, acordamos e não sabíamos se era tiro. Viemos em direção a casa do Carlos quando percebemos que havia fogo. Eu ainda tentei chegar até ele, mas havia muito fogo e fumaça que eu quase passei mal. Enquanto isso o pessoal já havia chamado os Bombeiros e a policia”, informou o vizinho que acrescentou, “quando colocaram o corpo para fora da casa, vi que Carlos estava com marcas no rosto, não sei de paulada ou facada, dois cortes na altura da testa. Tomara que não tenham matado o pobre do homem, que era uma pessoa boa”, finalizou o vizinho.

     Pouco depois, uma senhora que trabalha para Carlos estava chegando à residência da vítima, quando viu o ocorrido e parecia não acreditar no que havia acontecido, “meu deus, ele não”, falava de forma seguida a senhora. Após, ela comentou: “achei estranho a cachorrada não estar aqui fora, os coitadinhos devem ter morrido, pois o seu Carlos sempre dormia próximo dos seus três cães”, lamentou a mulher que foi retirada do local onde estava o corpo por estar muito emocionada.

     Ainda na manhã a Perícia chegou ao local da morte e vai avaliar a casa e o corpo do idoso para saber se ele morreu por asfixia da fumaça ou foi assassinado dentro de sua residência.

    A Policia Civil abrirá uma investigação para a solução do caso. Segundo informações, Carlos Maneiro era policial aposentado e tinha vindo de São Paulo para morar em Santana do Livramento.

    Sentinela 24h